Controle financeiro empresarial: o que é? Como fazer (Passo a Passo)

Tempo de leitura: 7 minutos

O financeiro de uma empresa pode ser considerado como um dos setores mais temidos e mais complicados de conseguir controlar, afinal, é preciso atenção e cuidados mínimos em todas as questões.

 

Está com dúvidas sobre como efetuar o controle financeiro empresarial? Continue lendo esse conteúdo e saiba como funciona a aplicação desse modo em sua companhia, dicas e mais!

O que é um controle financeiro empresarial?

O controle financeiro empresarial é uma soma de vários processos de análises, avaliações e controle diante dos dados financeiros de uma empresa, compreendendo assim com mais detalhes o quadro monetário.

 

Confira abaixo quais são todos esses procedimentos:

Análise de fluxo de caixa;
Controle de entrada e saída;
Avaliação dos relatórios;
Checagem de dados de patrimônio;
Quantia bancária e reserva.

Além de muitos outros detalhes.

 

Assim, por meio dessa quantia de dados, é possível obter uma visão mais ampla da saúde financeira, interpretando e verificando mais precisamente a qualidade e saúde de cada setor.

 

Qual a importância do controle financeiro empresarial

Mas afinal, qual é a importância de realizar um controle financeiro empresarial? Confira abaixo os pontos mais relevantes para se convencer de vez a começar essa mudança em seu negócio.

 

Fazer planejamento financeiro

Quando se tem todos os detalhes de como funciona a questão financeira de uma empresa, é possível criar um planejamento financeiro com mais precisão e direcionamento.

 

Dessa forma, é possível traçar os próximos planos que serão aplicados no negócio, qual será o investimento mais condizente, qual setor será o designado e demais possibilidades.

 

Identificar divergências

Ao ter todos os detalhes, entradas, saídas e demais custos e gastos organizados, há mais direcionamento na hora de verificar as divergências e possíveis “furos” existentes no caixa da empresa.

 

Assim, pode-se organizar com mais clareza, buscar o que está gerando essa incompatibilidade e organizar “a casa”.

 

Fazer fluxo de caixa

Uma das etapas primordiais do processo do controle financeiro é o fluxo de caixa, onde deve conter todos os lançamentos diários, assim como aqueles que estão previstos para o futuro.

 

Assim, têm-se uma visão mais assertiva do que pode acontecer mais para frente no quesito monetário da companhia.

 

Definir orçamento

Quando se define o orçamento e sabe-se exatamente a quantia disponível, é possível ter um maior direcionamento do que pode ser aplicado, como traçar planos e assim, saber exatamente o limite financeiro.

 

Do contrário, é comum que a empresa se endivide, problemas monetários aconteçam e assim, uma grande bola de neve se forme.

 

Manter a saúde financeira da empresa

Por fim, como resultado de todos os tópicos previamente apresentados, pode-se manter a saúde financeira da empresa, o que é interessante para quem deseja sustentar o negócio por muito tempo.

 

Afinal, a questão financeira é o que determinará quais são as mudanças que podem ser efetivadas em uma empresa, novos investimentos e claro, o lançamento de novos produtos ou serviços.

 

Quais são os tipos de controle financeiro de uma empresa?

Quer saber quais são os tipos de controle financeiro que podem ser aplicados dentro de uma organização? Confira abaixo quais são eles e aplique não somente um, mas vários dentro de seu negócio!

 

Fluxo de caixa

Conhecido como o mais básico de todos os controles financeiros, o fluxo de caixa é primordial para que as finanças fiquem em ordem.

 

Ele deve ser alimentando de forma diária, seja em planilhas, por meio de sistemas ou demais meios. Lá, deve-se conter todas as entradas e saídas que aconteceram dentro da companhia.

 

Ao entender melhor essa diferença, há uma maior possibilidade de compreender se existe algum problema nas finanças ou demais possibilidades.

 

Conciliação bancária

A conciliação bancária é uma etapa da gestão financeira, onde é realizada a comparação de todas as entradas com o que saiu de acordo com o extrato bancário e relatórios da empresa.

 

DRE (Demonstrativo do Relatório de Exercício)

Já o DRE é um demonstrativo com um compilado de todas as operações que foram realizadas no negócio dentro de determinado período, andando em conjunto com o balanço patrimonial.

 

Esse controle mostra qual é a real situação da empresa, como: a receita total, os custos, valor líquido final e muito mais.

 

Ademais, ele também é usado pelos agentes externos, como no caso do governo, para a verificação em casos da necessidade de um empréstimo, por exemplo.

 

Balanço Patrimonial

Enquanto isso, o balanço patrimonial mostra indicadores primordiais para que se possa verificar com mais atenção a evolução da companhia de uma maneira integral, principalmente com foco nas finanças e no patrimônio.

 

Por meio dele, se tem:

Análise completa do comportamento financeiro do negócio;
Visão do trajeto de recursos financeiros;
Elaboração para o planejamento estratégico;
Base para o planejamento tributário;
Mais possibilidade de decisões financeiras corretas;
Apresentação de dados financeiros.

Tudo isso acontece levando-se em consideração tanto o ativo quanto o passivo da companhia, em outras palavras, o que é bem, direito, contas ou dívidas.

 

Capital de giro

Já o capital de giro é quem demonstra a diferença entre aquela quantia que está disponível no caixa, a soma de todas as despesas e as contas a pagar.

 

De uma maneira mais simples, é o demonstrativo de todas as contas, mostrando assim todo o relatório da empresa, desde o que precisa ser pago, recebido e mais especificações.

 

Se você não sabe como calcular o seu capital de giro, basta somar a quantia de todas as contas a receber e o quanto se tem no estoque, depois, diminua todas as contas a pagar e demais custos.

 

Contas a pagar e a receber

O valor de contas a pagar e receber também é outro controle financeiro, onde com um acervo de várias informações, sabe-se exatamente como tomar as decisões mais assertivas para a empresa.

 

Ao ter tudo perfeitamente ordenado, há a capacidade de controlar a inadimplência, obter um planejamento mais direcionado e assim, trabalhar para que o caixa não fique negativo.

 

Por isso, você deve avaliar todas as compras, parcelas pagas e verificar se existem devedores, tentando renegociar ou tomar ações mais drásticas.

 

Gestão de notas fiscais

Por fim, a gestão das notas fiscais é primordial para a empresa e seu controle, visto que com elas se tem a comprovação de todas as transações que ocorreram, tanto na operação de venda quanto na compra dos produtos.

 

Assim, é preciso que essa ação aconteça de forma responsável, não prejudicando demais departamentos e setores da organização.

 

Como fazer o controle financeiro de empresa?

Agora que você entendeu mais sobre os meios e demais propriedades sobre o controle financeiro de uma empresa, é o momento de entender de vez como aplicar essa ação dentro da companhia.

 

Veja abaixo o passo a passo intuitivo e use-o dentro de seu negócio.

 

1. Crie uma planilha de controle financeiro ou use um sistema financeiro

É indicado que você tenha uma planilha de controle financeiro ou um sistema a disposição para mais organização.

 

Tudo isso será essencial para que na hora de realizar a análise, o processo fique mais fácil, mais direcionado e mais simples do que parece.

 

Ademais, é essencial para empresas que precisam analisar números mais robustos ou mais complexos.

 

2. Saiba quais são os tipos de controles financeiros

Lembre-se que existem várias possibilidades de controle financeiro, onde muitas delas podem ser usadas em conjunto ou de forma separada.

 

Relembre quais são elas:

Fluxo de caixa;
Conciliação bancária;
DRE;
Balanço patrimonial;
Capital de giro;
Contas a pagar e receber;
Gerenciamento de notas fiscais.

Tenha atenção!

 

3. Estabeleça uma rotina de atualizações para cada relatório

Depois de escolher quais serão os meios aplicados para ter um maior controle financeiro dentro de sua companhia, é preciso que tenha-se uma continuidade na análise dos mesmos.

 

Muitas dessas análises devem ser realizadas diariamente, enquanto outras semanalmente, outras mensalmente e em cada período mais preciso.

 

Lembre-se de ter essa constância para que a organização seja natural e mais precisa dentro de seu negócio.

 

4. Crie processos administrativos extraordinários

Depois de ter escolhido todos os processos administrativos que serão aplicados em sua empresa, é o momento de torná-las facilmente acessíveis por todas as pessoas da companhia.

 

Assim, processos cada vez mais extraordinários podem ser utilizados tanto por pessoas que são da área financeira, quanto aquelas que não tem tanta aptidão nessa área.

 

Mas, lembre-se que todos esses passos devem ser seguidos a risca para que não tenha-se problemas ocasionados.

 

5. Acompanhe os indicadores

Por fim, é preciso traçar quais serão os indicadores utilizados para verificar de tempos em tempos como está o andamento da empresa, tanto de crescimento, de redução e até o mais temido: de dívidas.

 

Lembre-se que aquilo que não é analisado e medido, não pode ser comparado. Dentro de uma empresa, é preciso ter uma análise completa de todos os detalhes para traçar novos rumos e resultados surpreendentes.

 

Clique no podcast abaixo de Marcelo Germano e saiba dicas ESSENCIAIS para conseguir fazer uma gestão financeira de extremo sucesso dentro de seu negócio!

Modelo de planilha de controle financeiro empresarial

Não sabe bem ao certo sobre qual é o modelo de planilha de controle financeiro mais certeiro para utilizar?

 

Clique aqui e veja um exemplo para se inspirar. Mas, caso queira, utilizar o próprio Excel já é mais do que suficiente, principalmente pela grande quantidade de ferramentas e recursos disponíveis.

 

Criar a sua organização financeira é muito mais simples e fácil do que você imagina, basta ter atenção e cuidado diário, além de usar os softwares corretos.

 

Quem deve fazer o controle financeiro da empresa?

Todo empresário precisa aprender finanças, principalmente para conseguir profissionalizar o negócio.

 

Mas, é sempre necessário se lembrar da necessidade de delegar tarefas, onde contratar um contador é um passo primordial para focar no operacional da empresa.

 

Clique no vídeo abaixo e saiba mais sobre a importância da contratação de um contador na entrevista de Marcelo Germano com Jhonny Martins no podcast EAG.

Qual o melhor programa para controle financeiro empresarial?

Uma das opções mais indicadas para quem quer investir e realmente ter uma organização impecável no controle financeiro da empresa é usando os softwares especialmente criados para essa situação.

 

Além de ganhar muito mais agilidade no dia a dia, os relatórios são mais simples e fáceis de serem acessados, principalmente quando executado por pessoas específicas do setor administrativo.

 

Confira abaixo alguns dos mais procurados pelos comandantes:

Mobills;
Orçamento Fácil;
Organizze;
Minhas economias;
Money Lover.

Mas, é claro, você deve encontrar aquele que faz mais sentido para as necessidades de sua empresa e principalmente para a equipe responsável.

 

Conclusão

Que tal obter mais do que somente o controle financeiro de sua empresa? Por meio do programa EAG você aprende questões primordiais para alavancar o seu negócio, como:

Gestão de pessoas;
Como contratar com sucesso;
Criação e fortalecimento da cultura organizacional;
Como traçar metas e objetivos de qualidade;
E muito mais!

Se você quer obter uma empresa autogerenciável, formada por profissionais de alto desempenho e que sempre batem meta, é a hora de conhecer mais sobre o produto que vai mudar a sua vida.

 

Entre em contato com nossos especialistas e saiba como! Esse pode ser o sinal que você estava esperando para mudar o rumo dos seus negócios e obter mais qualidade de vida!

O post Controle financeiro empresarial: o que é? Como fazer (Passo a Passo) apareceu primeiro em Blog EAG.

Tempo de leitura: 7 minutos O financeiro de uma empresa pode ser considerado como um dos setores mais temidos e …
Leia Mais
O post Controle financeiro empresarial: o que é? Como fazer (Passo a Passo) apareceu primeiro em Blog EAG.

Deixe um comentário