8 Indicadores financeiros empresariais para acompanhar na gestão

Tempo de leitura: 6 minutos

Os indicadores financeiros de uma empresa são primordiais para quem realizar uma boa gestão de negócios e sempre estar um passo atrás da companhia.

 

Mas, quais são aqueles que devem estar no radar do comandante e de sua equipe? Confira abaixo mais sobre quais são eles, como fiscalizar com cuidado e a importância de cada um.

 

O que são indicadores financeiros empresariais?

Os indicadores financeiros são medidas de quantidade utilizadas para mostrar como está a saúde financeira de uma empresa, baseando-se nos resultados contáveis.

 

São ótimos apontadores que podem influenciar diretamente nas próximas ações de uma companhia, principalmente para quem quer se precaver de riscos ou desperdiçar dinheiro.

 

Esses dados costumam ser levantados com base em dados históricos, visualizando com mais clareza:

Se a empresa possui lucro ou não;
Como funciona a margem de lucro;
Se existem dívidas.

E muito mais.

 

Por fim, é com a reunião de todos esses números que têm-se um argumento válido e concreto para tomar as próximas decisões de uma companhia, assim como conseguir o patrocínio de um investidor, por exemplo.

 

Para que servem os indicadores financeiros empresariais?

Os indicadores financeiros podem ser usados principalmente para:

Criar um planejamento estratégico;
Pensar nos próximos planos empresariais;
Expor o cenário da empresa para potenciais investidores;
Traçar novos produtos ou serviços;
Calcular o futuro financeiro da empresa.

Por isso, se você ainda não iniciou essa análise constante dentro de sua companhia, é o momento de conversar com as pessoas responsáveis e aplicá-las o quanto antes.

 

Importância dos indicadores financeiros empresariais

É por meio dos indicadores financeiros que a empresa e seu comandante poderão compreender com mais facilidade e certeza quais são as decisões necessárias do negócio.

 

Quando é realizado um planejamento da empresa com base nesses itens, a empresa pode criar metas palpáveis, estratégias alcançáveis e assim, estabelecer um cronograma para que tudo seja finalizado dentro do prazo.

 

São com esses dados que a empresa poderá:

Investir na expansão do negócio;
Reduzir custos e despesas;
Contratar novos funcionários;
Desenvolver novos serviços;
Realizar o acompanhamento do crescimento ou não das metas estabelecidas.

Quer compreender mais sobre como os indicadores são peça chave na administração de comandantes de sucesso? Confira mais no vídeo abaixo do EAG com Marcelo Germano.

Quais são os indicadores financeiros empresariais?

Afinal, depois de ler tudo isso, é o momento de saber quais são os tão famosos indicadores financeiros, certo?

 

Confira abaixo mais sobre cada um deles e suas especificidades!

 

1. Faturamento

O faturamento é a soma de todos os valores que foram obtidos em uma empresa diante da venda de produtos ou serviços dentro de certo período, seja ele mensal, semestral ou anual.

 

De uma maneira básica, é todo aquele dinheiro que entra no caixa do negócio derivado de sua atividade comercial.

 

É com ele que é possível compreender mais sobre:

Desempenho de vendas: saiba se a companhia está gerando dinheiro suficiente para pagar os custos e ter lucro;
Base de cálculo: entenda precisamente sobre quais são os impostos que devem ser pagos ao governo.

É importante compreender que existem dois tipos de faturamento que são calculados:

Bruto: onde é preciso multiplicar o valor de venda do produto ou serviço pela quantidade total que foi vendido dentro do período selecionado;
Líquido: que é igual ao valor do bruto, porém, é preciso aplicar as deduções de vendas e impostos cobrados em cada operação.

Quer saber com mais detalhes o que se tratar cada um deles? Leia em nosso artigo o que é o faturamento de uma empresa e entenda mais!

 

2. Lucro

O lucro é o desejo de todo empreendedor na hora em que o sonho da empresa se manifesta.

 

Mas, é importante compreender a diferença entre o bruto e o líquido, que englobam:

Lucro bruto: aqui é o valor da receita total menos os valores diretos e indiretos a produção dos serviços ou bens. Nesse caso, são custos variáveis para que um item possa ser produzido;
Lucro líquido: depois do cálculo acima, têm-se a quantia do lucro líquido, ou seja, aquilo que sobrou para os sócios e acionistas depois que todos os custos e variantes foram pagos.

É por isso que saber calcular o valor de lucro da empresa é um dos indicadores mais importantes, principalmente para compreender mais sobre o futuro desejado para a companhia.

 

3. Caixa

O fluxo de caixa é outro fator que merece atenção e estar na sua lista de indicadores financeiros.

 

É por meio dele que se tem o registro de:

Entrada e saída de dinheiro da empresa;
Pagamento de contas, funcionários, despesas e imprevistos;
Faturas pagas dos clientes e serviços contratados.

Com essa análise, será possível compreender mais sobre o quanto há disponível no caixa e assim, traçar novos planos e até mesmo redirecionar a rota do negócio.

 

É com base nele que você entende se a empresa está dando lucros, se está no prejuízo, quais são as medidas que devem ser tomadas e assim, realizar o acompanhamento correto.

 

4. Ciclo financeiro

Já o ciclo financeiro compreende mais sobre quantos dias em média, a empresa precisa para que encontre o ponto de equilíbrio de seu negócio.

 

Ou seja, ele é correspondente ao tempo de produção, da distribuição dos produtos, da venda e recebimento do pagamento dos itens que são comercializados pelo negócio.

 

Com ele é possível compreender mais sobre a visão e gestão financeira, principalmente da entrada e saída dos recursos.

 

Um dos pontos que merecem muita atenção por parte dos comandantes é como pode-se otimizar esse ciclo financeiro, mantendo assim o cenário da empresa o mais saudável possível.

 

5. Índice de liquidez

Os índices de liquidez são sobre a responsabilidade da empresa de conseguir pagar todas as questões financeiras conforme o que foi acordado.

 

Em uma visão geral, tudo isso ajuda com que os gestores tenham uma visão mais completa sobre a realidade do negócio.

 

Tudo isso fortalece a tomada de decisões com base em dados, tornando assim todos os demais passos estratégicos e muito mais confiáveis.

 

Eles são retirados dos demonstrativos contáveis da empresa, onde é preciso verificar com cuidado e atenção o balanço patrimonial.

 

5. Margem Bruta

A margem bruta é o que mede a quantia do lucro bruto de um negócio, assim, ela representa o valor do faturamento total do que foi vendido.

 

A fórmula usada nesse caso, é:

Margem bruta = Lucro bruto / Faturamento * 100.

Assim, com esse resultado, é possível entender mais a eficiência da companhia quando o assunto são as vendas, então, quanto maior essa quantidade, melhor!

 

6. Margem de contribuição

Enquanto isso, a margem bruta é a mesma coisa que o valor bruto diante das vendas, ou seja, aquilo que há de “sobra” depois que os custos são todos pagos, desde impostos e valores de produção.

 

Assim, essa quantia é utilizada para demonstrar os valores de lucro da empresa e o desempenho financeiro, deixando claro se a quantia poderá pagar todos os custos e despesas e ainda assim, obter lucro.

 

Geralmente a fórmula utilizada para esse cálculo, é:

Margem de contribuição = Faturamento – (Custos relacionados à produção + Despesas relacionadas à produção).

7. Retorno sobre patrimônio líquido

Esse é um dos indicadores mais usados pelos investidores da empresa, orientando-se assim por essa análise em questão.

 

O patrimônio líquido basicamente é a diferença entre os ativos – pertencentes a empresa – , e os passivos – que são aqueles devedores -, ou seja, mostra qual é a riqueza final da companhia.

 

O objetivo desse cálculo é entender qual é a proporção de geração de lucros apenas com recursos próprios, onde comumente analisa os 12 últimos meses.

 

A fórmula utilizada é:

ROE = Lucro Líquido / Patrimônio Líquido * 1 00.

8. Retorno sobre investimento

Por fim, o retorno sobre investimento, ou comumente chamado de ROI, é a taxa de retorno, onde se tem o valor certo de quanto é aplicado dentro de certo período.

 

Ele é usado tanto pelas empresas quanto pelos investidores interessados, assim, sua fórmula de cálculo é:

ROI = Resultado Obtido – Investimento Aportado/ Investimento Aportado * 100.

Ele pode ser usado para vários setores: desde a análise do marketing, de ativos financeiros ou para o negócio como um todo.

 

Confira no vídeo abaixo mais sobre como os indicadores financeiros empresariais podem te ajudar a fugir do simples e a sobrar mais dinheiro em sua empresa!

Como acompanhar indicadores financeiros empresariais?

A empresa não somente pode, mas deve fazer o acompanhamento dos indicadores financeiros por meio do uso de vários softwares propícios, como é o caso do Power Bi, além de tantos outros.

 

Assim, ao analisar esses gráficos com cuidado, têm-se uma visão mais clara de quais foram os erros, o que pode ser corrigido para o próximo turno e como isso deve ser revisado.

 

Geralmente quem fica com a função de fazer essa análise é o líder de cada setor, onde cada um possui números e questões diferenciadas entre si para verificar.

 

Como aprender sobre indicadores financeiros empresariais?

É comum que a gestão financeira de uma empresa seja deixada de lado por parte dos comandantes ou que não se tenha uma equipe propícia para isso.

 

Além disso, muitas crenças limitantes podem acabar interferindo no negócio, como o exemplo do responsável “não ser bom em matemática” por exemplo, ou, não acreditar ser capaz de fazer essa delegação.

 

É papel essencial da empresa saber quando pedir ajuda para que essas questões sejam organizadas e assim, o futuro do negócio fique cada vez mais visível e certeiro.

 

Por meio do programa EAG você pode aprender mais sobre os indicadores financeiros de sua empresa, além de outras questões essenciais, como:

Gestão de pessoas;
Análise de dados;
Como traçar metas e alcançá-las todos os meses;
Gestão financeira.

E muito mais. O que você está esperando para mudar o rumo de sua empresa o quanto antes imaginar? Finalmente você está no lugar certo!

O post 8 Indicadores financeiros empresariais para acompanhar na gestão apareceu primeiro em Blog EAG.

Tempo de leitura: 6 minutos Quais indicadores financeiros empresariais usar no meu negócio? Confira x exemplos para acompanhar e ter uma gestão de sucesso!
O post 8 Indicadores financeiros empresariais para acompanhar na gestão apareceu primeiro em Blog EAG.

Deixe um comentário