Sociedade empresarial: como funciona e quais os tipos? Confira!

Tempo de leitura: 6 minutos

Criar uma sociedade empresarial nem sempre é uma atividade fácil, muito menos simples, porém, costuma ser o ponto crucial para que muitas empresas surjam do nada e assim, tenham seu desenvolvimento.

 

Você sabia que existem vários tipos e modelos de sociedade empresarial? Se não, esse é o momento de conhecer mais sobre os estilos, entender mais sobre como funcionam e se inspirar para criar a sua!

 

O que é sociedade empresarial?

Uma sociedade empresarial é aquela que é definida pela presença de uma dupla ou mais pessoas que se unificam em prol de um tipo de união para a execução de um projeto profissional.

 

Assim, há a divisão de tarefas, responsabilidades legais, lucros e prejuízos conforme o que foi definido no início dessa relação, geralmente mediante a contrato e o acompanhamento de um contador.

 

Diferença entre sociedade simples e sociedade empresarial

A sociedade simples é formada por entre duas ou mais pessoas, geralmente os sócios exercem suas próprias profissões ou oferecem serviços específicos.

 

Por exemplo, parceria entre pessoas da área da saúde, onde estão coligados médicos, nutricionistas e dentistas, por exemplo, sendo elas corporativas ou associações, são classificadas como simples.

 

Enquanto isso, as sociedades empresariais são aquelas que são formadas por um ou mais pessoas, porém, onde o foco é o comercial.

 

Isso quer dizer que o produto ou serviço que é produzido é resultante pela companhia, e não diretamente pelos donos do negócio.

 

Quer saber mais sobre como lidar com o término de uma sociedade dentro da empresa da maneira mais correta e evitar potenciais problemas? Confira abaixo mais no vídeo de Marcelo Germano.

Quais são os tipos de sociedade empresarial?

Engana-se quem pensa que existem modelos escassos e reduzidos de empresas, na verdade, as variedades são muitas e é preciso atenção para entender cada uma delas.

 

Confira abaixo:

Sociedade simples: feita por vários prestadores de serviço, ela precisa de um registro da classe específica para sua criação, mais especificamente no Cartório e Registro Civil de Pessoas Jurídicas;
Sociedade limitada: essa é uma companhia que tem o investimento financeiro por parte de todos os sócios, onde pode abranger quantas pessoas se desejares, até de outras empresas. Nesse caso, ela precisa ser registrada na Junta Comercial, incluindo a sigla LTDA;
Sociedade em Nome Coletivo: aqui, todas as pessoas assumem potenciais dívidas das empresas, onde apenas pessoas físicas podem compor essa formação, limitando-as no contrato social;
Sociedade em Comandita Simples: aqui acontece o uso limitado e que há a divisão das partes societárias em duas categorias, que são os comanditários e os comanditados, onde há o cuidado com o capital social da empresa e diferenciação na administração;
Sociedade comandita por ações: aqui as ações são divididas por cotas, onde apenas os sócios administrados, como os diretores, tem suas responsabilidades sem limites;
Sociedade anônima: um dos modelos mais comuns no Brasil, ela é constituído por dois ou mais sócios, onde o foco é o acúmulo de capital, que é dividido por meio de cotas, sejam elas abertas ou fechadas;
Sociedade corporativa: nesse caso, há a possibilidade de dividi-la em singular, onde só pessoas físicas fazem parte, federações corporativas, onde há o mínimo de três sociedades cooperativas diferentes, e por fim, as confederações de cooperativas, que são três ou mais empresas desse modelo;
Sociedade em conta de participação: aqui há o envolvimento de uma ou mais pessoas onde uma delas deve ser comerciante sem registro de firma social, onde o objetivo é o lucro de operações específicas;

Esses são apenas alguns dos modelos que são mais conhecidos e utilizados pelos empresários brasileiros. Confira abaixo mais sobre o papo de sócios entre os comandantes do EAG e inspire-se!

Como montar uma sociedade empresarial?

Quer saber como funciona todo o processo para montar uma sociedade empresarial? Veja algumas dicas para ter um direcionamento e iniciar a sua.

 

É claro que é importante lembrar que muitos dos processos abaixo podem ser diferenciados de acordo com o local, município e até país em que a sociedade será firmada!

Escolha seu sócio: essa é a primeira ação que você deve tomar para começar uma empresa. Nesse caso, é preciso levar em consideração alguém que tenha visão de negócio além de amizade, assim como objetivos alinhados;
Trace os investimentos: depois do primeiro passo, é a hora de definir o quanto cada pessoa vai investir no impulsionamento do negócio;
Registre todos os acordos: desde o pró-labore, o que será feito no caso da quebra da parceria, como serão divididas as responsabilidades e demais detalhes, é preciso aplicar em um contrato social bem estabelecido;
Tenha um plano de negócios: depois disso, você ter um planejamento estratégico bem definido sobre o que será feito, como será feito, quais são os principais concorrentes, clientes que serão angariados, além de demais atividades;
Contrate um contador: é claro que todas as questões anteriores também devem ser todas fiscalizadas e regulamentadas por meio de um contador, do qual avaliará todos os pontos que merecem atenção e cuidado;
Defina o tipo de empresa: agora é a hora que você deve definir qual será o modelo de empresa do qual ficará registrado em sua companhia, seja ela sociedade simples, limitada, anônima ou quaisquer dos exemplos citados anteriores;
Regularize todas as questões: por fim, com o auxílio do contador e também de demais órgãos de fiscalização, tenha a certeza de que todas as questões estão regulamentadas e de que seu negócio poderá sair do zero.

Quer saber como fazer uma sociedade dar certo? Confira abaixo algumas dicas para prevenir os problemas mais comuns e tenha cuidado em alguns pontos cruciais!

Vantagens e desvantagens de ter uma sociedade

Agora que você já sabe bem ao certo como funciona o processo desde o início para conseguir montar a sua sociedade desde o início, confira abaixo mais sobre os principais benefícios e desvantagens atrelados.

 

Assim, você implementar e aproveitar todas as vantagens existentes, além de ficar atento para os possíveis desencontros comumente previstos nesse processo:

 

Vantagens

Repartição de responsabilidades;
Chance de investir em um negócio sem ser dono de empresa;
Redução de riscos financeiros caso a empresa não vá pra frente;
Divisão de decisões, olhares e planos presentes e futuros;
União de de aptidões diferentes por entre os sócios.

Desvantagens

Os problemas de capital, principalmente na hora de separar ou de vender a parte pode ser algo bem comum nessa união, portanto, vale o cuidado e o direcionamento;
Problemas entre os sócios também podem ser mais comuns do que se imagina, tanto por questões financeiras quanto por visões pessoais, atrapalhando assim o desenvolvimento do negócio;
Por fim, a divisão de lucros pode ser uma questão considerada como um problema para os envolvidos, pensando na possibilidade de avançarem sozinhos nesse processo.

Riscos de ter uma sociedade empresarial

Assim como alguns dos desserviços citados anteriormente, também existem alguns riscos de assumir uma sociedade empresarial, veja quais são eles abaixo:

Cuidado com o sócio ou sócios: tenha cuidado com quem você pretende abrir o negócio e tenha termos bem estabelecidos. Lembre-se que mesmo que alguém seja muito legal e divertido, há grandes chances de que não seja um bom parceiro comercial;
Falta de comunicação: problemas de fala e até mesmo de informações que não foram alinhadas são grandes vilãs em muitas relações, principalmente comerciais. Portanto, tenha esse cuidado e registre tudo via documentos;
Foque na transparência: não somente no ponto anterior, mas é preciso que as contas, questões de gestão e demais pontos também sejam facilmente acessados por todos os envolvidos na parte operacional;
Tenha uma assessoria financeira: por fim, mas não menos importante, uma das ideias que muitas pessoas deixam de lado é a contratação de especialistas nos quesitos financeiros. Isso é um dos passos mais buscados por quem quer obter sucesso financeiro e no futuro empresarial.

Esses são vários pontos que podem ser considerados riscos empresariais quando não bem administrados, portanto, tenha cuidado e mine a potencialidade de se tornarem grandes problemas no futuro.

 

Como terminar a sociedade?

Esse é um questionamento que pode estar na mente de muitas pessoas, mesmo que não seja algo desejado, porém, que tem grandes chances de realmente acontecer.

 

Você sabe o que fazer caso tenha que terminar essa união? Confira abaixo algumas dicas para iniciar esse processo de maneira correta e direcionada:

Analise a situação: afinal, existem várias questões que podem ser resolvidas e até mesmo remediadas por meio de uma conversa correta e muito clara;
Reúna os envolvidos: caso o próximo passo realmente seja o de dar um fim ao projeto, é a hora de se reunir e estar atento a todas as questões do contrato, financeiras e demais trâmites que precisam ser regularizados;
Foque na transparência: você vai desejar sair dessa unificação da mesma forma que entrou, pela porta da frente e sem passar ninguém para trás;
Deixe nas mãos do contador ou advogado: se existem algumas especificações que precisam ser resolvidas de maneira específica por esses profissionais, não tente aplicá-las você mesmo.

Por fim, claro, é preciso que tenha discernimento do que precisa ser feito para que todos fiquem bem e assim, a empresa seja realmente finalizada, não deixando nenhuma pendência.

 

Confira no vídeo abaixo mais sobre como evitar os perigos mais comuns entre sociedade de sócios e não deixe de conferir o que pode estar acontecendo em seu negócio!

Gostou desse conteúdo? Continue sempre acompanhando aqui no EAG mais informações para conseguir gerenciar sua empresa da maneira mais correta e transparente, além de nos seguir em nossas redes sociais!

O post Sociedade empresarial: como funciona e quais os tipos? Confira! apareceu primeiro em Blog EAG.

Tempo de leitura: 6 minutos Criar uma sociedade empresarial nem sempre é uma atividade fácil, muito menos simples, porém, costuma …
Leia Mais
O post Sociedade empresarial: como funciona e quais os tipos? Confira! apareceu primeiro em Blog EAG.

Deixe um comentário