Como saber o grau de risco da empresa? Como consultar e classificar no CNAE

Tempo de leitura: 3 minutos

Todo colaborador ou empresário está exposto a vários riscos e problemas na companhia, não importa sobre qual ambiente de trabalho estamos falando.

 

Essa oscilação pode acontecer também em acidentes de trabalho, desenvolvimento de doenças psicológicas e questões físicas durante a prática dos afazeres da função.

 

Veja abaixo como funciona cada uma dessas questões e fique de olho em como está o grau de risco do seu negócio!

 

O que é grau de risco?

O grau de risco de uma companhia é uma nota entre 1 até 4 que mostra mais sobre o perigo de cada atividade executada.

 

Esse risco tem relação diretamente aos acidentes de trabalho, onde é definido pela NR04 (Serviços Especializados em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho).

 

As normas reguladoras são super importantes, isso porque mostram a maior parte dos procedimentos e requisitos para que tenha-se o máximo de segurança entre todos os colaboradores, ainda mais no regime CLT.

 

Como se classifica o grau de risco de uma empresa?

Você sabia que há a possibilidade de se classificar o grau de risco de uma companhia? Ele é dividido em 4 particularidades, que são:

 

GR1

Risco super baixo;
Possuem menos obrigações legais a saúde do trabalho.

GR2

Empresas com risco baixo;
Porém, o nicho da companhia expõe os colaboradores a riscos médios;
Possui mais obrigações do que a opção anterior.

GR3

Companhias que expõem os funcionários a riscos constantes;
Possuem mais obrigações legais do que o grau 1 e o grau.

GR4

Expõem os funcionários a riscos frequentes;
Possui a maior quantidade de obrigações legais referentes a segurança e saúde.

Como saber o grau de risco da empresa?

Ficou interessado em saber qual é o grau de risco dentro de sua empresa? Confira abaixo o tutorial oficial para que tenha acesso a esse dado:

Você deve acessar o site da Receita Federal e então, inserir o seu CNPJ ali no quadro em branco;
Agora, você terá acesso ao seu grau de risco correspondente.

Outra forma de acessar essa numeração é por meio do site da CNAE, veja abaixo:

Acesse o site da CNAE, clique aqui;
Insira seus dados pessoais de sua empresa e pronto.

De uma maneira simples e fácil, você consegue entender mais sobre qual é o cenário atual de sua empresa e assim, trabalhar para que todos os trabalhadores estejam corretamente protegidos.

 

Como é calculado o grau de risco de uma empresa?

Primeiramente, é preciso compreender que o grau de risco é dividido entre cinco fatores, são eles:

Risco físico: aqui a avaliação é feita segundo a possibilidade de choques elétricos, manuseio de maquinário, exposição a barulho, radiação e até vibrações;
Risco químico: derivado de questões como produtos corrosivos, ácidos, gases e materiais classificados como perigosos;
Risco biológico: decorrente de contato com animais, bactérias, vírus, plantas perigosas, fungos e até parasitas;
Risco ergonômico: originário de questões como esforço físico em demasia, tempo demais em pé ou sentado, monotonia e sentar de forma errada;
Risco de acidentes: por fim, entram nesse fator questões como quedas, ferimentos e uso errado de objetos.

Depois disso, é traçado um mapa de risco, que é um documento do qual pode-se visualizar com muito mais facilidade os níveis de riscos existentes em cada local do ambiente de trabalho.

 

Esses quesitos avaliam desde as matérias-prima, os equipamentos que são usados durante o dia a dia, as acomodações das pessoas e as relações entre os membros do time.

 

O principal intuito é reduzir os riscos para todos os trabalhadores, ou, diminuir potenciais problemas ali existentes.

 

Essa criação do mapa é feita por profissionais de segurança de trabalho, que em sua maioria, são membros do CIPA, em conjunto com as autoridades da empresa.

 

Lá, se tem uma legenda que representa o risco de cada localidade dividida entre:

Risco físico: cor verde;
Risco químico: coloração vermelha;
Risco biológico: cor marrom;
Risco de ergonomia: coloração amarela;
Risco de acidentes: cor azul.

Assim, a quantidade desse risco também é ilustrada por meio de círculos em diferentes tamanhos, onde em casos maiores, maior a quantidade e quando menor, menos problemas possíveis podem acontecer.

 

Qual a importância de saber o grau de risco de uma empresa?

Além de ser uma obrigação para garantir com que todos os colaboradores tenham todas as condições e benefícios de trabalharem em segurança, o grau de risco também tem impacto direto nas atividades executadas.

 

Isso porque a organização pode estudar e avaliar com mais calma e atenção quais são as formas mais condizentes de evitar problemas, reduzir a quantidade de multas e impostos, assim como implementar a ação dos funcionários.

 

Garanta uma boa saúde física, moral e mental para seus colaboradores, portanto, procure entender melhor sobre como está o grau de risco de sua empresa e como implementá-lo.

 

Gostou desse conteúdo? Continue sempre acompanhando aqui no blog do EAG mais informações para conseguir melhorar cada vez mais a sua empresa e ter resultados surpreendentes!

O post Como saber o grau de risco da empresa? Como consultar e classificar no CNAE apareceu primeiro em Blog EAG.

Tempo de leitura: 3 minutos Todo colaborador ou empresário está exposto a vários riscos e problemas na companhia, não importa …
Leia Mais
O post Como saber o grau de risco da empresa? Como consultar e classificar no CNAE apareceu primeiro em Blog EAG.

Deixe um comentário