Os riscos de ignorar a inovação nos negócios

Tempo de leitura: 4 minutos

Um dos primeiros passos para empresas que desejam crescer é estar sempre de olho no que há de novo no nicho de atuação, conquistando cada vez mais espaço por entre o público-alvo potenciais novos compradores.

 

Além disso, é preciso sempre observar o que pode ser complementado dentro da companhia, quais são os processos que já estão sendo considerados como ultrapassados e aquilo que é novidade.

 

Segundo o manual A Inovação nos Produtos, Processos e Organizações, a ação de inovar pode acontecer em diversas modalidades e tamanhos, sejam dos pontos menores até os maiores.

 

Confira abaixo mais sobre essa temática, entenda a importância dessa ação dentro de seu negócio e comece o quanto antes a mapear os pontos que precisam de implementação.

 

O que é inovação nos negócios?

A inovação dentro dos negócios é criar algo novo, procurar por novidades e renovar o que já existe.

 

Ela é uma palavra que pode ser substituída por mudanças ou melhorias, geralmente de algo que já existe ou como complemento e desdobramento de uma novidade.

 

O próprio Joseph Schumpeter, classificado como um dos grandes pensadores da temática, cita que a inovação é o motor do crescimento econômica.

 

Além disso, ele também cita o processo de “destruição criativa”, onde algo precisa ser desmembrado para que um modelo novo possa surgir.

 

Peter Drucker também é outro profissional da área que diz que a inovação é o poder de transformar alguma coisa que já existe em um novo recurso que vá gerar mais dinheiro.

 

Mas, para que isso aconteça é preciso investir em conhecimento em várias áreas, buscando a solução de problemas, de prospecção e também dos novos negócios que precisam ser executados.

 

Pensando em todos os pontos citados anteriormente, o que você tem feito para modificar e até mesmo recriar os processos, produtos e hábitos de sua companhia, comandante?

 

Se ainda não possui uma resposta para isso, é a hora de pensar sobre o que precisa ser renovado no espaço de trabalho, assim como entender mais abaixo sobre os 4 tipos de inovação.

 

Os 4 tipos de inovação

Existem quatro tipos específicos de inovação que são classificados como primordiais para companhias que desejam estar sempre realizando esse acompanhamento:

Inovação de produtos e serviço: que tal observar com cuidado e atenção o que sua empresa tem oferecido, o que pode ser implementado, atualizado e até mesmo excluído da área de vendas de sua companhia? Assim como existem várias coisas novas que são possibilidades, muitas daquelas classificadas como antigas podem não fazer mais parte da atualidade da organização;
Inovação em marketing: como tem sido feito o marketing de sua empresa? A forma como você vende o seu negócio, como o indivíduo consome as mídias e como é impactado pela propósito de sua empresa é o diferencial que fará com que seja escolhida em relação aos demais concorrentes;
Inovação organizacional: como tem sido feito a organização de dentro de sua empresa? Aqui é preciso pensar no momento de contratação de novos colaboradores, como é feita a manutenção dessas pessoas, a qualidade de vida dentro do espaço corporativo e muito mais;
Inovação de processos: por fim, observe os processos de sua empresa, desde aqueles classificados como os menores até os mais complicados. Pode ser que muitos deles possam ser implementados de uma maneira fácil, simples e que torne tudo mais simples para os colaboradores ali envolvidos e até mesmo os clientes.

Com certeza ao parar e refletir sobre todos os pontos abordados acima de seu negócio, você com certeza poderá encontrar vários pontos que podem ser melhoradores e até mesmo renovados!

 

Porque a inovação é importante para o negócio?

A inovação é o que mantém uma empresa viva! Essa é a realidade em um mercado que é regido pelo capitalismo e que quer sobreviver a um mercado globalizado.

 

As empresas que não investem em mudanças, sejam elas pequenas, médias ou grandes, estão fadadas a acabarem, perdendo espaço em todos os quesitos para companhias mais fortes e bem atualizadas.

 

Quer um exemplo? Basta pensar em empresas como a Kodak, onde de uma das maiores do ramo de fotografia do mundo inteiro, decretou sua falência exatamente pela falta de prestar atenção nas novidades do mundo.

 

Um dos processos iniciais que precisam ser realizados é a capacitação do time, das pessoas envolvidos e da observação do cenário macro e micro do negócio.

 

Mas, é preciso que essa renovação aconteça acompanhada de uma boa estratégia, onde é preciso observar todo o modelo de negócio como um todo.

 

Quando uma companhia deixa de lado essa ação, também permite com que todo seu potencial, espaço de mercado e atuação também percam força, permitindo com que a concorrência ganhe cada vez mais destaque.

 

O que acontece com as empresas que não investem em inovação?

Se você ainda tem dúvidas sobre todos os riscos e problemas que podem ser ocasionados dentro de sua empresa no caso da falta de inovação, veja mais abaixo sobre cada um deles:

Sua empresa provavelmente vai falir: como citado anteriormente o exemplo da Kodak, trazemos aqui também grandes nomes como BlackBerry, Blockbuster e Yahoo que sumiram do mapa por não estarem atentos as mudanças necessárias dentro de seu negócio;
Produtividade baixa e pouca retenção: uma pesquisa do Valor Econômico com mais de 12 mil colaboradores mostrou que mais da metade trabalham em empresas ultrapassadas e se sentem decepcionados com a falta de tecnologia disponível, onde 13% afirmam terem vontade de trabalharem em outro local;
Falta de valor atribuído ao seu negócio: para quem deseja ter prosperidade dentro da companhia, é crucial que a empresa continue buscando novos meios de se reinventar, independente dos canais usados, produtos ou serviços vendidos, ganhando maior vantagem e impacto em relação aos concorrente.

Está sentindo que a sua companhia está ficando para trás em muitos dos pontos e quesitos abordados anteriormente?

 

Pode ser o momento de começar a procurar qual será a forma de inovar e de conseguir um ponto de destaque, tanto de forma interna quanto externa!

 

Continue acompanhando o blog EAG para receber informações completas sobre processos que podem ser aplicados dentro de sua companhia, quais são aqueles que precisam ser revisados e muito mais!

O post Os riscos de ignorar a inovação nos negócios apareceu primeiro em Blog EAG.

Tempo de leitura: 4 minutos Um dos primeiros passos para empresas que desejam crescer é estar sempre de olho no …
Leia Mais
O post Os riscos de ignorar a inovação nos negócios apareceu primeiro em Blog EAG.

Deixe um comentário