As principais causas de problemas financeiros em empresas

Tempo de leitura: 5 minutos

Segundo estudos divulgados pela Google Brasil, 4 entre 10 empresas de até médio porte no Brasil pediram pelo empréstimo de crédito nos últimos 2 anos.

 

Mas, afinal, o que é que tem ocasionado tantos pedidos de dinheiro extra por parte dessas companhias?

 

Se você é um dos comandantes que tem enfrentado essa questão em sua organização, esse conteúdo foi preparado especialmente para você. Confira mais abaixo.

 

Principais causas de problemas financeiros

Você sabe quais são as principais causas dos problemas financeiros dentro das pequenas e médias empresas brasileiras?

 

Alguns dos problemas comumente visualizados, são:

 

Misturar finanças pessoais com empresariais

É primordial saber que os custos da pessoa física não devem ser misturados com a jurídica, isso porque é natural perder o limite entre um e outro.

 

Por isso, comandante, é essencial que você tenha uma conta para suas finanças pessoais e um pró-labore bem definido, evitando essa bagunça entre o dinheiro entre ambas as partes.

 

Registros financeiros descentralizados

Como você tem feito o registro financeiro de sua companhia? Um pouco está no Drive da empresa, enquanto outra parte está armazenada de forma física e outra com a contabilidade?

 

Se você não quer ter problemas, sejam eles na atualidade ou no futuro, é primordial que todos os dados, contas, recibos, pagamentos e tudo aquilo que é essencial para fechar o balanço, esteja bem organizado.

 

Portanto, procure centralizar todas as questões em apenas um canal.

 

Falta de reserva financeira

Sua empresa possui uma quantidade de dinheiro guardada para casos de extrema emergência?

 

Muito usada em momentos de crise, é importante que exista essa quantia armazenada para que tudo possa se manter funcionando, principalmente nos piores momentos e com faturamento reduzido.

 

Além disso, essa é uma maneira de não precisar recorrer a empréstimos de bancos, o que interfere diretamente na saúde financeira de sua empresa.

 

Ser vítima do “achismo”

É importante que nenhuma decisão de sua empresa seja feita pela intuição ou achismo, onde é primordial que exista um planejamento preciso para que os resultados sejam positivos e esperados.

 

É primordial que todos os processos sejam estabelecidos com base no cálculo correto, desde a precificação, remuneração dos funcionários e muito mais.

 

Portanto, baseie-se somente nos dados que estão disponíveis em sua empresa, evitando outras possibilidades.

 

Falta de planejamento estratégico e financeiro

Por fim, porém, totalmente interligada com os pontos apontados anteriormente, a falta de planejamento estratégico e financeiro é a “mãe” de todos os pontos citados anteriormente.

 

Afinal, quando não sabemos bem ao certo quanto se tem disponível no fluxo financeiro, no caixa, quais são as contas que precisam ser pagas fixamente no começo do mês, é natural que aconteça um desacordo.

 

Portanto, ter pessoas responsáveis e capacitadas por todo esse setor é um dos pontos iniciais para quem quer ter uma companhia lucrativa e com futuro.

 

Como resolver os problemas financeiros da minha empresa?

Quer mudar o cenário de sua companhia, seja para sair das dívidas ou obter destaque no nicho de atuação?

 

Veja nosso passo a passo abaixo para começar a colocar em prática o quanto antes:

 

Entenda o que está acontecendo com a sua empresa

É preciso primeiramente analisar qual é o cenário atual que sua empresa está passando, o que está acontecendo, quais são os pontos que precisam de mudanças e os cuidados que precisam ser aplicados.

 

Para isso, é válido separar ambas as partes entre dois pontos:

Macro: o que está afetando a sua empresa de forma externa? É a concorrência? A economia? É a falta de propagando e marketing do seu negócio?
Micro: o que está acontecendo dentro de seu negócio que está interferindo na qualidade da venda, da angariação de novos clientes e até no pós venda?

Depois disso, separe cada uma dessas questões para que sejam destrinchadas e debatidas por entre a diretoria, encontrando a solução mais condizente e o que precisa ser modificado para a melhora.

 

Separe as despesas

É preciso que você tenha anotado TODOS os gastos que estão sendo feitos dentro de sua companhia, sabendo assim:

Quais são os gastos que são essenciais;
Aqueles que podem ser evitados;
Custos que são opcionais.

Depois de ter esse panorama, é o momento de começar a fazer cortes e analisar o impacto que isso terá em sua instituição com o passar do tempo.

 

Mas é claro que todos esses pontos precisam ser avaliados, afinal, existem custos que mesmo que sejam mais elevados, são essenciais para o funcionamento do negócio, como aluguel, custo com propaganda e muito mais.

 

Renegocie as dívidas

Se você tiver dívidas ou questões pendentes que precisam ser solucionadas em seu negócio, é preciso negociar o quanto antes possível esses custos, afinal, os juros com certeza estão se acumulando.

 

Quitar essas questões de forma antecipada dará uma grande folga ao seu caixa, além de aumentar as probabilidades de renegociar com outros bancos, aumentando o ganho de capital.

 

Mudar a sua mentalidade e da equipe

Você já parou para pensar que talvez seja o momento de mudar a sua mentalidade como líder e consequentemente, modificar a maneira como as pessoas de sua equipe pensam?

 

Ao começar a mudar a sua mentalidade como gestor, hábitos diários e como a empresa se comporta diante disso, é primordial que você, comandante, seja a primeira pessoa a servir como exemplo.

 

Isso não se estende apenas a hábitos do dia a dia, mas também às questões financeiras de seu negócio, qual é a relação dos seus subordinados com esse panorama e como ficará daqui pra frente.

 

Fazer o programa EAG

Se você quer começar uma mudança de forma geral dentro de seu negócio, é preciso aplicar essa questão em outras áreas de sua empresa.

 

Existem 6 pontos que precisam ser treinados por você e sua equipe de colaboradores, que são:

Domínio pessoal: você tem responsabilidade sobre as suas reações e como se porta diante dos demais? Esse é um dos estudos essenciais que os indivíduos precisam ser para que possam lidar com situações complicadas e que exigem estômago;
Cultura: como está a cultura organizacional de sua corporação? Ela tem sido aplicada com constância, direcionamento e vivenciada por todos os membros do negócio? Ela é o ponto chave para que o negócio consiga se destacar, assim como o engajamento dos colaboradores;
Liderança: você tem a capacidade de liderar e criar novos líderes dentro de sua empresa? Se não, é o momento de aprender e começar a desenvolver novas pessoas para assumir demais funções dentro do negócio;
Gestão: definir metas, objetivos e tempo para a entrega dos materiais é o segredo para quem quer começar a tirar resultados do papel;
Finanças: como já citado anteriormente, ter o cuidado preciso e direcionado de como estão as finanças da empresa é essencial para que o planejamento exato seja criado, respeitando o fluxo existente e aquele que ainda virá;
Tração: se a sua empresa não está crescendo, é apenas uma questão de tempo até que acabe de vez!

Você sabe como conseguir aplicar todos os pontos acima de uma vez só? Por meio do Programa EAG você possui esse e tantos outros ensinamentos e dinâmicas valiosas para a sua companhia.

 

Quer saber mais sobre como podemos te ajudar? Entre em contato com a nossa equipe e receba uma sessão estratégica gratuita para ter uma corporação cada vez mais autogerenciável e sem caos!

O post As principais causas de problemas financeiros em empresas apareceu primeiro em Blog EAG.

Tempo de leitura: 5 minutos Segundo estudos divulgados pela Google Brasil, 4 entre 10 empresas de até médio porte no …
Leia Mais
O post As principais causas de problemas financeiros em empresas apareceu primeiro em Blog EAG.

Deixe um comentário