Indicadores de RH: como analisar as 15 principais métricas

Compartilhe esse conteúdo

Tempo de leitura: 7 minutos

Muito citado por entre as empresas, os indicadores de RH são parte essencial para que se possa crescer e ter melhores resultados de forma constante.

 

É importante compreender que pessoas são a parte essencial que diferencia uma empresa de sucesso das comuns, por isso, realizar análises constantes é primordial. Continue lendo e entenda mais sobre o assunto.

 

O que é um indicador de RH?

Os indicadores são métricas utilizadas para verificar a eficiência e qualidade dos processos que estão sendo aplicados dentro de uma empresa.

 

Dessa forma, eles são usados para analisar o setor de Recursos Humanos, auxiliando assim os gestores a compreender se o que está sendo executado está surtindo efeitos positivos dentro do negócio.

 

Grandemente importante, essa não é uma ação da qual é realizada da forma que deveria: apenas 8% de empresas, segundo uma pesquisa da Ahgora, fazem o uso de indicadores de RH em sua rotina.

 

Se você é uma das que não estão na porcentagem, talvez seja o momento de começar a aplicar essas questões o quanto antes e assim, ver os resultados surpreendentes dentro de sua empresa.

 

Quais são os principais indicadores de RH?

Quais são os principais indicadores de RH?

Não tem nem ideia de como começar? Confira abaixo quais são os principais indicadores de RH para inserir em sua companhia e tenha dados para analisar futuramente.

 

1. Turnover ou índice de rotatividade

Chamado de taxa de rotatividade de funcionários, ela mede a quantidade de colaboradores que deixam a empresa dentro de determinado período de tempo.

 

É comum que a empresa tenha uma quantidade de trabalhadores que sejam mandados embora – até certo ponto.

 

Porém, quando essa rotação está muito além do comum, pode representar má administração, falta de investimentos, remuneração abaixo do mercado e baixa motivação profissional.

 

2. Retenção de talentos

Uma empresa em alguns momentos encontrará talentos natos, dessa forma, é preciso estabelecer campanhas e ações específicas para mantê-los por mais tempo dentro do quadro de funcionários.

 

Nesse caso, algumas das estratégias são incluir plano de carreira, bonificações, feedback e demais planejamentos que aumentem o engajamento do funcionário e a sensação de que está sendo valorizado.

 

Esse é um dos indicadores que o RH deve prestar atenção, principalmente para o futuro próspero e saudável da companhia.

 

3. Tempo de contratação

Qual é o tempo de contratação de sua empresa? É demorado ou um processo simples?

 

Quanto maior for o tempo de contratação, é sinal de que algo está errado.

 

Isso porque quando uma empresa possui uma cultura organizacional bem quista, seguida pelos colaboradores e bem implantada, quer dizer que há maior facilidade para encontrar novos colaboradores com as mesmas características.

 

Dessa forma, esse é outro indicador que merece atenção por parte dos recrutadores ou profissionais desse setor.

 

4. Frequência

Existem muitas faltas e frequência baixa em sua companhia? Talvez seja o momento de parar e avaliar quais são os problemas que tem ocasionado essa questão.

 

Seja a falta de cultura organizacional, falta de engajamento ou demais problemas, é preciso parar e entender o que deve ser feito para que exista uma redução desse índice.

 

5. Avaliação de aprendizagem

Essa é uma das ações que devem ser executadas dentro da empresa, verificando se o treinamento e desenvolvimento do colaborador foi efetivo.

 

O valor do aprendizado é uma questão patrimonial imaterial, o que influenciará de forma positiva os próximos resultados empresariais.

 

Por isso, é preciso sempre preciso realizar a avaliação do aprendizado e assim, ficar de olho nos índices da equipe.

 

Clique abaixo e veja quais são os indicadores são precisos de se ter dentro do RH para que uma gestão única seja executada:

6. Clima organizacional

O clima organizacional é um composto de opiniões e sentimentos dos colaboradores sobre o ambiente de trabalho.

 

Com base nesse compilado, é possível entender mais sobre as ações dos trabalhadores, visualizando os pontos positivos e negativos.

 

É preciso observar quais são os fatores negativos que podem estar gerando esse sentimento dentro da companhia, fortalecendo cada dia mais a cultura existente no local.

 

7. Promoções de funcionários

Aqui é de extrema importância que o RH tenha em mente como e o que deve ser feito para executar a promoção de um funcionário.

 

É preciso realizar constantemente avaliações de competência, realizar feedbacks, avaliar o comportamento do indivíduo, além de entender se o mesmo possui perfil de líder.

 

Essas são ações que devem ser vistas e observadas diariamente pelo colaborador responsável, além da quantidade de indivíduos que são promovidos dentro da empresa.

 

8. Retorno sobre investimento (ROI)

ROI significa return on investment, índice do qual permite entender quanto a empresa está ganhando ou perdendo com os investimentos realizados em diferentes setores.

 

Ele fornece visões sobre o fim de cada campanha, assim como medir quais são as novas ferramentas e ações que devem ser adotadas para a implementação de cada área.

 

É com base nele que pode-se medir novas metas, resultados tangíveis e assim, compreender se é importante ou não realizar certa mudança dentro da empresa.

 

9. Absenteísmo 

Se sua empresa possui uma grande taxa de falta ou de atrasos, pode ser interessante parar e avaliar o que está sendo o maior causador dessa questão.

 

É importante compreender que certo índice de faltas e atrasos é comum, porém, quando é muito alto pode trazer malefícios para a empresa, assim como prejuízos e influencia nos números.

 

Por meio dele é possível compreender quais são os problemas causadores no ambiente de trabalho, sejam eles referentes a cultura organizacional ou demais questões estruturais.

 

10. Desempenho e produtividade

Avaliar os índices de desempenho e produtividade é outro fator que deve estar constantemente na mira dos profissionais de RH, afinal, é assim que se determinará quem será promovido ao cargo ou até mesmo mandado embora.

 

Essa é uma questão de grande importância para a empresa, medindo quais são as aplicações positivas para o negócio, o que pode ter impacto negativo e tantos outros detalhes.

 

Clique no vídeo abaixo e entenda como medir a produtividade de equipe por meio dos indicadores e aplique o quanto antes em sua companhia.

11. Headcount

O headcount é usado para avaliar se o número de colaboradores aumentou ou diminuiu nos últimos anos.

 

Se os números são positivos, significa que a companhia está em crescimento, enquanto que do contrário, é preciso remodelar o negócio.

 

12. Competitividade salarial

Esse índice é sobre a comparação de salário entre as outras empresas concorrentes.

 

Assim, é possível compreender se a proposta repassada para os interessados é atraente, ou, se é preciso adicionar demais complementos ou benefícios.

 

13. Folha de pagamento

Essa é uma medida que realiza a comparação por entre os gastos aplicados da empresa com os colaboradores.

 

O principal objetivo é o de verificar se o negócio possui números organizados, ou, se está maior do que é possível aguentar ou se está abaixo.

 

Dessa forma, basta calcular os valores brutos e líquidos para entender em que pé está a companhia e o que deve ser feito.

 

14. Tempo médio na empresa

Com ligação direta a taxa de turnover, a possibilidade atrativa da companhia e ações para retenção de talentos, o tempo médio de empresa mostra qual a quantia média de permanência do colaborador.

 

Assim, para realizar essa análise, basta somar o tempo de todos os colaboradores e dividir pela quantidade de funcionários.

 

15. Relação de horas extras / horas trabalhadas

Essa quantia tem ligação à produtividade, mostrando a relação entre os valores de horas extras e a quantidade de horas trabalhadas.

 

Por meio dele, é possível entender mais sobre a sobrecarga empresarial, qual a capacidade operacional e por fim, a alocação da mão de obra.

 

Clique abaixo no podcast do EAG para compreender melhor para entender se é uma vantagem pagar hora extra ou realizar a contratação de um PJ em sua empresa.

Como mensurar indicadores de RH?

Primeiramente, a empresa deve ter um setor de RH com capacidade de análise de todos esses indicadores citados acima.

 

Depois disso, é possível usar algumas ferramentas simples para chegar a conclusão sobre essas questões, como softwares e planilhas.

 

É sempre preciso realizar a comparação por entre diferentes períodos, como por exemplo, comparar com o ano anterior ou com o semestre passado.

 

Cada empresa deve encontrar os períodos e maneiras de análise que sejam melhor condizentes com questões internas, assim, será possível traçar novos planejamentos estratégicos e metas futuras.

 

Como analisar indicadores de RH?

Um dos erros mais comuns de alguns RHs é o de realizar a contratação de gestores externos para fazer essa análise de indicadores.

 

É preciso a existência de um RH estratégico do qual faça essa compreensão de forma competente.

 

É necessário priorizar soluções que priorizem os dados que terão maior impacto nos indicadores operacionais, visto que serão os que melhor trarão impactos táticos e estratégicos.

 

É função do RH estar próximo dos colaboradores, realizar pesquisa de clima e assim, verificar qual é a satisfação dos envolvidos na esfera empresarial.

 

Ter dashboards de indicadores

O primeiro passo para conseguir verificar os índices, é ter dashboards que facilitem esse processo, do contrário, de nada adiantará.

 

Por meio dessa ferramenta, é possível monitorar em tempo real qual é o andamento e a evolução em diferentes setores da companhia.

 

O dashboard pode ser um simples quadro, uma tv ou até mesmo um mural, o que importa é que todos possam visualizar e ter acesso a estas questões.

 

É preciso olhar os indicadores da empresa e sempre monitorá-los para que os próximos rumos sejam condizentes e crescentes.

 

Fazer reuniões de radar

Constantemente, é primordial que o RH realize reuniões de radar para verificar todos os indicadores da empresa, incluindo os do próprio setor.

 

Assim, todos os índices devem ser verificados para que problemas, ampliações ou quaisquer ações envolventes sejam executadas para a melhoria da empresa.

 

Existem algumas métricas específicas que devem ser acompanhadas antes de outras, clique aqui e confira quais são as 10 mais importantes para o crescimento de seu negócio.

 

Clique abaixo e veja como funciona a reunião mensal do time do EAG e inspire-se para aplicar algumas de nossas práticas em sua empresa!

Criar planos de ação 

Depois de compreender os índices analisados de sua empresa, é a hora de criar planos de ação para melhorar ou ampliar cada vez mais os resultados apresentados.

 

Deve-se estabelecer um planejamento estratégico detalhado, com os próximos passos e ações que serão implementadas na empresa, deixando visível e disponível para que todos possam consultá-lo.

 

Assim, é preciso mobilizar os colaboradores para que entendam quais são as próximas ações esperadas e quais são os objetivos que serão alcançados com esse trabalho em equipe.

 

Importância de analisar indicador de RH

Por fim, a importância de realizar a análise dos indicadores de RH é a de que essas métricas são essenciais para medir o resultados, desempenho e eficiência do que está acontecendo com uma empresa.

 

Como consequência, quando investigados e com um plano de ação corretamente executado, é possível obter mais sucesso no negócio e assim, ampliar os planos empresariais.

 

Com essas informações coletadas, têm-se uma visão mais ampla e mais estratégica sobre os próximos passos empresariais, além de que é possível compreender como e o que deve ser reduzido, desde custos até setores.

 

São eles que te dirão se o próximo investimento é sobre processos, redução de despesas, produtividade ou até mesmo nos próprios colaboradores.

 

Agora que você já sabe o que são os indicadores de RH, não deixe de continuar acompanhando todos os conteúdos do EAG para melhorar ainda mais sua empresa!