10 maneiras práticas para motivar os funcionários

Compartilhe esse conteúdo

Tempo de leitura: 4 minutos

A sua organização está preparada para lutar por eles?
motivar
Caso contrário, prepare-se para pagar o preço. A desmotivação custa mais de US$ 500 bilhões por ano para os Estados Unidos e mais de dois terços (68,5%) dos empregados estão desmotivados ou ativamente desmotivados. O empregado ativamente desmotivado é aquele que está trabalhando intencionalmente de forma ineficiente e isso pode causar um efeito dominó sobre outros empregados. A geração Millennials ou Geração Y (nascidos entre 1980 e 1997) é a menos engajada, enquanto a geração dos Tradicionalistas (nascidos antes de 1946) possui os mais altos níveis de engajamento.
O fato é que as empresas não irão simplesmente retornar aos seus níveis de turnover pré-recessão. Por exemplo, se o seu turnover voluntário caiu de 15% para 5%, esses 10% da força de trabalho que não saíram durante o ano passado está agora na fila e irá sair – em adição aos seus tradicionais 15% de turnover voluntário. Será que a sua empresa consegue lidar com um turnover de 25% ou mais? Como isso irá afetar a motivação dos funcionários, clientes e satisfação do cliente?
E eu não acho que estou sendo alarmista.
Uma pesquisa de 2014 da Gallup indica que houve apenas um ligeiro aumento (1,9%) no engajamento dos funcionários durante o ano passado. Não é exatamente uma notícia surpreendente o fato de que a maioria dos empregados não está tão motivada quanto poderia estar, mas os líderes, empresários e profissionais de recursos humanos podem se surpreender com os poucos avanços alcançados:

  • Mais de dois terços (68,5%) dos empregados estão desmotivados ou ativamente desmotivados.
  • A geração Millennials é a menos motivada. Apenas 28,9% da geração Millennials (nascidos entre 1980 e 1997) está realmente motivada. De acordo com a pesquisa da Gallup, essa geração sente que seus talentos e pontos fortes não estão sendo aproveitados. No outro extremo do espectro, os Tradicionalistas (nascidos antes de 1946) possuem os mais altos níveis de motivação com 42,2% da geração motivada.
  • Em geral, os níveis de motivação têm aumentado. O grupo com a maior pontuação é o dos gerentes com 38,4%. Ter gestores com altas pontuações de motivação é essencial para estimular o engajamento dentro da empresa.
  • Funcionários desmotivados afetam o seu resultado. Na verdade, a desmotivação custa mais de US$ 500 bilhões por ano aos EUA.

Se Prepare para Motivar!

Abaixo, elaboramos 10 maneiras para aumentar os níveis de motivação.
1. Vincule os Seus Esforços para Motivar ao Alto Desempenho: a motivação dos empregados não diz respeito à satisfação do empregado. A motivação é uma forma de liberar o potencial do empregado para que ele consiga ter um alto desempenho. A satisfação do empregado é resultado de uma grande cultura, mas não deve ser o objetivo.
2. A Motivação Começa Por Cima: os líderes seniores devem demonstrar apoio a uma cultura motivada ao viver os valores da empresa. Os líderes projetam uma grande imagem e os funcionários estão observando tudo o que eles fazem. Portanto, garanta que os líderes estejam empenhados com a questão da motivação e os valores da empresa.
3. Motive Líderes da Alta Gerência: Como diria o velho ditado, “Os funcionários se juntam a grandes organizações, mas abandonam maus gestores”. A pesquisa mostra que o principal fator de motivação é a relação entre um empregado e o seu gerente direto. Se um gerente está desmotivado, seus funcionários estarão quatro vezes mais propensos a também estarem desmotivados.
4. Se Concentre na Comunicação: Líderes de sucesso reconhecem o poder de um plano de comunicação robusto, construído de forma clara, consistente e transparente. Aprenda como aproveitar os vários meios de comunicação disponíveis (especialmente as redes sociais) e como adaptar as comunicações para alcançar diferentes gerações.
5. Individualize a Motivação: os líderes de hoje devem adaptar tudo, incluindo a forma como se comunicam, as recompensas e os programas de reconhecimento, e os investimentos em treinamento e desenvolvimento aos fatores motivacionais únicos de cada funcionário. Já não é mais “trate as pessoas da forma que você quer ser tratado” – estamos vivendo o “trate as pessoas da forma que elas querem ser tratadas”.
6. Crie uma Cultura Motivacional: para criar culturas motivacionais, líderes precisam entender os diferentes fatores motivacionais intrínsecos de seus empregados. Especialistas concordam que um dos principais estímulos motivacionais é mostrar empatia em relação aos funcionários. Os funcionários estarão mais propensos a se esforçarem ao saberem que você se preocupa com eles como pessoas.
7. Crie Mecanismos de Feedback: as empresas precisam perguntar aos funcionários o que eles pensam. Pesquisas sobre a motivação dos funcionários é uma grande ferramenta para isso. Desta forma, é essencial usar o feedback que você recebe de forma produtiva não apenas como uma forma de progredir, mas, também, para mostrar aos funcionários que você os ouve.
8. Reconheça e Recompense os Comportamentos Corretos: você terá o comportamento que você medir. Não é o bastante simplesmente comunicar os objetivos da empresa e medir o progresso dos funcionários. É importante reconhecer e, se necessário, recompensar os resultados e as metas atingidas, pois isso incentiva e motiva os funcionários. Funcionários são incrivelmente motivados pela realização e não por dinheiro. Embora o dinheiro possa desmotivá-los caso eles se sintam injustiçados em relação à remuneração.
9. Monitore e Comunique o Progresso: funcionários não são diferentes da liderança – eles querem trabalhar com uma equipe vencedora. É importante reforçar a visão de longo prazo dizendo aos seus funcionários para onde a empresa está indo, como está sendo o seu desempenho e onde eles entram nisso.
10. Contrate e Promova os Comportamentos e Traços Corretos para a Sua Cultura: muitas empresas não têm problema com motivação, elas têm problema com contratação – elas contratam pessoas com comportamentos e características distintas de suas culturas. Embora coloquemos muita ênfase na educação e nas competências, as pessoas geralmente têm sucesso ou falham por causa de seus comportamentos e traços.
Os seus investimentos em retenção e motivação não devem ser semelhantes a um botão on/off – enxergue isso como um botão de volume. Durante tempos de crises, você abaixa um pouco, e durante períodos de prosperidade, você aumenta um pouco.
Artigo traduzido: http://millyardcommunications.com/index.php?src=news&srctype=detail&category=News&refno=5277
Seus funcionários estão desengajados? A gente pode te ajudar:
BOTÃO WPP]]>