Contratação de funcionários passo a passo: saiba como selecionar o candidato ideal

eag-como-contratar-um-funcionario-ideal-blog

Compartilhe esse conteúdo

Tempo de leitura: 8 minutos

Qualquer dono de uma pequena ou média empresa precisa estar ciente de que contratar o funcionário certo para o cargo certo é a melhor estratégia para o crescimento da empresa e do colaborador.

 

É comum as empresas desperdiçarem um montante de dinheiro em contratações de funcionários malfeitas. Isso acontece em razão de vários fatores, como por exemplo a falta de clareza da importância de um processo de contratação.

 

A grande verdade é que se existisse uma fórmula perfeita para contratar o funcionário ideal, eu estaria bilionário. Mas como não existe, pelo menos posso te ensinar a utilizar algumas estratégias que vão maximizar suas chances de encontrar o colaborador certo para a sua empresa.

 

Em resumo, encontrar o funcionário ideal consiste em realizar um processo seletivo efetivo e muito bem estudado antes de iniciar o processo de contratação.

 

Além de conseguir alguém com as habilidades técnicas que a empresa precisa, o processo seletivo também envolve atrair e selecionar pessoas que se identifiquem com a cultura organizacional da sua empresa.

 

Porque a rotina de trabalho do colaborador influencia diretamente no comportamento da sua equipe e nos resultados da empresa. Ele pode ter uma capacidade técnica muito bem desenvolvida, mas se o perfil não se conecta com os da organização, os resultados serão negativos tanto para a empresa quanto para o colaborador.

 

Guia completo para contratar o funcionário ideal

No episódio 117 do Podcast Empresa Autogerenciável você tem a oportunidade de aprender mais detalhes sobre a contratação de colaboradores. Escute até o fim e nunca mais erre uma contratação na sua empresa!

 

O processo de contratação de funcionários passo a passo

Continue a leitura para aprender o passo a passo de processo de contratação eficiente. Este é o tutorial que usamos na Empresa Autogerenciável para encontrar Eagênios, como chamamos os colaboradores. O método é baseado nas boas práticas recomendadas pelo mercado de recursos humanso.

 

1. Comece antes da entrevista

Processo de contratação: comece antes da entrevista
Processo de contratação: comece antes da entrevista

Antes de falarmos sobre o processo de contratação, precisamos falar sobre o recrutamento seleção de candidatos.

 

Não há dúvidas de que o mercado de trabalho está a cada dia mais concorrido. Atrair profissionais talentosos é um desafio que tanto empresas grandes quanto empresas pequenas estão enfrentando.

 

A plataforma Vagas for Business realizou um estudo sobre como a experiência dos candidatos está se tornando uma ferramenta estratégica importante nas empresas do Brasil e no mundo.

 

A pesquisa revelou que 70% dos profissionais de RH acham o tema relevante e que 30% acreditam que a experiência do candidato deve ser a principal estratégia na atração de talentos, atrás apenas do Employer Branding (marca empregadora) e diversidade e inclusão.

 

Por isso que acredito que o trabalho de recrutamento e seleção de candidatos precisa ser intenso. Além de investir na sua marca empregadora, você deve estar atento para o que os candidatos estão sentindo e falando sobre a sua empresa.

 

Qual plataforma de seleção e recrutamento usar?

Na hora de recrutar talentos e fazer a triagem dos currículos recebidos, você pode contar com a ajuda de plataformas especializadas em recrutamento e seleção. Confira alguns exemplos a seguir:

 

2. Saiba quais os requisitos para contratar um colaborador

Processo de contratação: saiba quais os requisitos para contratar um funcionário
Passo 2 do Processo de contratar: saiba quais os requisitos

Existe uma ferramenta que ajuda a garantir o sucesso da contratação de um novo colaborador. Porque além de especificar todos os requisitos necessários para a função que será exercida, também traz clareza para o futuro funcionário sobre o que será esperado dele na empresa.

 

Algumas empresas chamam essa ferramenta de job description (descrição de cargo), mas aqui no EAG nós elaboramos o RCF (Responsabilidade Chave da Função).

 

O RCF é um documento simples e completo, que se torna indispensável em qualquer contratação, independentemente de nível hierárquico. Deve-se preencher esse documento com todas as informações necessárias relacionadas ao cargo que será preenchido, como por exemplo:

 

  • Missão do cargo;
  • Metas;
  • Indicadores para avaliar se as metas estão sendo cumpridas;
  • Atividades do dia a dia que serão realizadas para atingir os objetivos.

 

A partir disso, você vai conseguir compreender quais são as competências técnicas e comportamentais que a pessoa precisa ter para exercer essas tarefas. Dessa maneira, o processo de contratação será muito mais eficiente.

 

Lembre-se: para acertar na contratação e evitar prejuízos, é preciso ter clareza sobre a missão de cada cargo dentro da empresa, inclusive o cargo do dono da empresa. Por isso, não deixe de montar o RCF para todas as funções que aparecem no organograma de um negócio.

 

3. Faça o fit cultural

Processo de contratação: fit cultural
Passo 3 do Processo de Contratação: use o fit cultural

Os valores são o que determinam os diferenciais de um negócio. Além de nortear e apoiar os colaboradores da empresa, definir o conjunto de valores interfere diretamente no desenvolvimento e no caminhar da empresa no mercado.

 

Essa é a importância do fit cultural. É essencial verificar se os valores da empresa e os valores do candidato estão alinhados antes de fazer a contratação.

 

Não é à toa que a frase “demita rápido e contrate devagar” é tão popular entre especialistas do ramo. Afinal, é muito fácil contratar alguém baseado em competências técnicas, mas nem sempre isso é um bom negócio. Afinal, a cultura organizacinoal é tão importante que, se não desenvolvida, pode fazer uma empresa falir. É o alinhamentos destes valores e comportamentos no dia a dia que vão permitir que todos os colaboradores da equipe estejam engajados.

 

Se o funcionário não estiver atendendo as necessidades da empresa e não conseguir se adaptar ao ambiente cultural, a alternativa correta é agir rápido e demitir o colaborador. Adiar esse momento vai acabar custando muito mais caro à empresa.

 

4. Avalie as Hard Skills e Soft Skills

Processo de contratação: hard skills e soft skills
Passo 4 do Processo de contratação: hard skills e soft skills

Em primeiro lugar, vamos relembrar o que são hard skills e soft skills:

 

Hard skills são o conjunto de habilidades técnicas exigidos para cada função. Por exemplo: se está procurando um Designer Gráfico para a sua equipe, essa pessoa precisa saber utilizar os programas necessários, como o Adobe Photoshop e o Adobe Illustrator.

 

Já as soft skills são as habilidades comportamentais que a pessoa deve ter para executar a função, como por exemplo: criatividade, inovação e comunicação.

 

É importante lembrar que tanto as hard skills quanto as soft skills são habilidades que podem ser desenvolvidas. Porém, muitas vezes é melhor contratar alguém menos experiente tecnicamente, mas com as competências comportamentais corretas do que ao contrário.

 

A melhor maneira de avaliar se alguém possui as habilidades técnicas e comportamentais que você está procurando em um funcionário é aplicando testes desenvolvidos especialmente para isso.

 

Teste de Perfil Comportamental

Os testes de perfis são uma ferramenta importante na hora de analisar se o candidato realmente possui os comportamentos necessários para fazer parte da sua equipe. Mas é importante que  pessoa que for aplicar  o teste tenha o conhecimento necessário para tal.

 

Entre os testes de perfil mais conhecidos está o DISC, uma metodologia criada para fazer a avaliação comportamental e identificar os perfis dominantes de uma pessoa.

 

O DISC compreende quatro perfis diferentes de comportamento: dominância, influência, estabilidade e conformidade.

 

Teste de Habilidade Técnica

Cada função vai exigir um teste de habilidade técnica diferente. Você pode escolher aplicar desafios técnicos de 24 horas, em que o candidato tem um dia para entregar o material.

 

Ou pode optar pelos roleplays, em que o candidato simula uma ação que faz parte das atividades que deverá executar caso seja contratado.

 

5. Saiba quais as melhores perguntas para fazer na entrevista de emprego

Processo de contratação: perguntas para fazer na entrevista de emprego
Passo 5 do Processo de contratação: perguntas para fazer na entrevista de emprego

A entrevista é o momento certo para saber se aquela pessoa é a peça perfeita para compor o time da sua empresa. Na hora de se preparar para entrevistar o candidato, você precisa criar um questionário com “perguntas fechadas” e “perguntas abertas”.

 

Perguntas fechadas

As perguntas fechadas são aquelas que podem ser respondidas com um simples SIM ou NÃO, por exemplo:

 

Você pergunta ao candidato se ele tem uma boa comunicação. A resposta pode ser sim ou não. As perguntas fechadas têm a desvantagem de não conseguir extrair mais informações da pessoa entrevistada.

 

Exemplos de perguntas fechadas para usar na entrevista de emprego:

 

  • Já cometeu algum erro no seu trabalho passado?
  • Já teve algum tipo de conflito com seu chefe?
  • Você foi motivado a trabalhar aqui por causa dos nossos benefícios?
  • Acha que pode ter sucesso no seu trabalho?
  • Conhecia a nossa empresa?

 

Perguntas abertas

Já as perguntas abertas expandem o tempo de resposta do entrevistado. A grande vantagem é a capacidade dessas questões fazerem com o candidato reflita antes de responder. Neste momento, procure falar sobre situações de sucesso e de fracasso.

 

Por exemplo, ao invés de perguntar “você trabalha sobre pressão?” e receber a resposta sim ou não, prefira elaborar uma pergunta aberta como “me conte um momento em que você precisou trabalhar sobre pressão e obteve sucesso”.

 

Isso garante uma perspectiva para conseguirmos mais informações sobre o entrevistado. Precisamos considerar que durante as entrevistas de emprego, os candidatos são propensos a mentirem ou inventar alguma coisa.

 

Então, a pergunta aberta exige que a pessoa reflita um pouco antes de responder, o que dificulta as mentiras. Aproveite a oportunidade para pedir que o candidato conte um caso em que teve sucesso e um caso em que falhou, porque é importante entender se a pessoa demonstra humildade ao expor seus pontos falhos.

 

Exemplos de perguntas abertas para usar na entrevistar um candidato à vaga de emprego:

 

  • Você pode me descrever qual foi o maior aprendizado que você teve no seu último trabalho?
  • Me conte o que você gostava e o que não gostava sobre seu último chefe.
  • O que mais te atraiu na nossa empresa para se aplicar nesta vaga?
  • Quais você acha que são as 5 coisas mais importantes para você ter sucesso no seu trabalho?
  • O que você sabe sobre nossa empresa?

 

Confira aqui uma lista de perguntas para fazer na hora da contratação.

 

Dúvidas sobre contratação de colaboradores

Ficou alguma dúvida sobre como fazer a contratação de colaboradores? Nestes episódios do Café com Comandante você tem a oportunidade de obter uma explicação completa em vídeo. Aproveite e se inscreva no canal do YouTube do EAG para acompanhar mais perguntas e respostas sobre gestão de negócios.

 

Quando contratar PJ ou CLT?

Falta de mão de obra qualificada: onde encontrar e como contratar?

Estou pronto para contratar um funcionário?

 

O que mais você gostaria de saber sobre a contratação de funcionários? Comente aqui quais as dificuldades que você tem para contratar.  Acompanhe também este conteúdo sobre erros para NÃO cometer na contratação e aumente as chances de constuir uma equipe de alto desempenho!