Equipe de alta performance: como ter um time incrível em 5 passos

Equipe de Alta Performance: como ter uma?

Compartilhe esse conteúdo

Tempo de leitura: 7 minutos

Equipes de alta performance são grupos de colaboradores engajados e capazes de entregar resultados excepcionais. Numa empresa, ter um time de alta performance significa ter colaboradores muito mais alinhados com a cultura organizacional, com autonomia para superar desafios e atingir as metas e objetivos propostos.

 

Mas, não basta selecionar profissionais altamente qualificados para formar uma equipe de alta performance. Para conseguir criar um time que joga neste nível a empresa também tem alguns deveres a cumprir. Continue acompanhando este artigo para saber quais os requisitos para ir além de um time incrível, para conquistar uma equipe autogerenciável.

 

Uma equipe autogerenciável é um grupo de funcionários que na segunda-feira, sabe o que precisa ser feito durante toda a semana. E, na sexta-feira, fez tudo o que precisava para atingir os resultados. Além disso, é um time que entrega resultados e se autodesenvolve rapidamente. Quer que isso faça parte da realidade da sua empresa? Saiba como tornar isso possível.

 

Como ter uma equipe de alta performance em 5 passos

Para ter uma equipe de alta performance e autogerenciável é preciso garantir estes passos:

 

1. Contrate as pessoas certas a função certa 

 

O primeiro passo para ter uma equipe de alta performance é contratar as pessoas certas para a função certa. Ou seja, é preciso ter um processo de contratação eficiente. Ainda mais porque, via de regra, os profissionais altamente qualificados já estão trabalhando. Por isso, as empresas têm investindo mais em empower branding, uma técnica para atrair mão de obra qualificada que faz parte do processo de seleção e recrutamento. Neste momento, pode-se considerar como características do profissional de alta performance:

 

  • Habilidades comportamentais bem desenvolvidas;
  • Habilidades técnicas bem desenvolvidas;
  • Autodesenvolvimento como um valor;
  • Tem conexão pelo trabalho que realiza;
  • Possuem um comportamento accountabble, ou seja, se responsabilizam pelos atos ao invés de se desculpar pelos altos Entenda mais sobre accountability aqui. 

 

Saiba mais detalhes sobre a importância de colocar as pessoas certas nos lugares certo no episódio 98 do Podcast Empresa Autogerenciável. Nele, o Marcelo Germano conversa com o Eduardo Ferraz, autor do livro “Gente de Resultado”. Juntos, eles te contam várias dicas muito úteis para usar num processo de contratação:

 

 

 

No basta o colaborador ter as características de um profissional de alta performance se o ambiente não estimular esta prática. Afinal, uma pessoa de resultados precisa estar engajada com o propósito da empresa, com o líder e com a equipe. Assim, cria-se um ambiente de sinergia, necessário para formar equipes de alto rendimento. 

 

2. Tenha uma cultura organizacional forte

 

A cultura organizacional de uma empresa é o jeitão que ela funciona. Nela, está determinado quais os valores e comportamentos a ser seguidos no dia a dia. E isso precisa ser vivenciado todos os dias pelos colaboradores. Num contexto de equipe de alta performance, a cultura empresarial fará com que as pessoas de um time – por mais diferentes que sejam – se sintam conectadas por um propósito em comum. E esse propósito é o propósito da empresa e o resultado coletivo. 

 

Existem vários outros benefícios de se trabalhar a cultura organizacional. Portanto, vale a pena conferir este episódio do Podcast Empresa Autogerenciável quef faz um resumo com tudo o que um empresário precisa saber para criar o código de cultura e começar a criar uma cultura empresarial forte, com aderência entre os funcionários.

 

 

3. Estimule o engajamento dos colaboradores

 

Os funcionários precisam amar trabalhar na sua empresa, porque dessa forma eles se sentirão bem mais estimulados em sugerir inovações, bater metas, produzir resultados e estar ao seu lado em todas as situações.

 

Parece perfeito, não é? Mas de que forma você pode criar esse vínculo entre eles e o seu negócio? Não tem mistério: com base na conversa. Esteja à disposição para explicar a função de cada pessoa dentro da empresa, tirar dúvidas, dar feedbacks, trocar ideias, perguntar o que pode ser melhorado e pedir sugestões. 

 

Ao agir dessa forma, você demonstra que tem conhecimento sobre o que acontece dentro do seu negócio e que está disposto a resolver problemas, prezando pelo bem-estar da sua equipe. E acredite, Comandante: um funcionário que se sente ouvido e requisitado vai amar fazer parte da sua empresa, vai se sentir parte integrante dela e fará de tudo para vê-la decolar. 

 

Mas, além disso é preciso estar atento aos 12 elementos da gestão de excelência estabelecidos pela Gallup. No livro que leva o mesmo nome é eito um estudo em que foram analisados milhares de colaboradores ao redor do mundo até se chegar na seguinte conclusão: engajamento aumento o faturamento da empresa. Dá dinheiro.  Equipes engajadas lucram mais. 

 

Entretanto, também se constatou que a maior parte das empresas não cumpre os 12 critérios da gestão de exceleência para se ter uma equipe engajada, são eles:

 

  1. Os colaboradores sabem o que são pagos para fazer?
  2. Os funcionários têm os equipamentos necessários?
  3. Os colaboradores tem oportunidade de fazer o que sabem fazer de melhor todos os dias?
  4. Os colaboradores são reconhecidos pelo trabalho?
  5. O líder se importa com a equipe?
  6. É proporcionado um ambiente de desenvolvimento?
  7. Os funcionários sentem que a opinião deles conta?
  8. Os colaboradores estão conectados com o propósito da empresa?
  9. Os colegas estão comprometidos a entregar um trabalho de qualidade?
  10. Todos possuem um melhor amigo no trabalho?
  11. Existem conversas sobre progresso?
  12. Existe oportuniadde de aprender e crescer na empresa

 

Esses 12 itens são explicados no episódio do podcast Empresa Autogerenciável a seguir. Dada a importância do tema, o EAG também fez um episódio de podcast sobre cada um dos 12 passos do engajamento. Consulte nos links acima os vídeos referentes a cada um dos tópicos já publicados no YouTube:

 

 

4. Proporcione desenvolvimento para o time

 

Quando você se preocupa em capacitar e em desenvolver as habilidades pessoais dos seus funcionários, você demonstra que está interessado em fazê-los crescer na sua empresa e, também, em suas respectivas carreiras. Treinamentos, cursos e palestras são algumas das formas de tornar isso possível e de incentivá-los a continuar com você, seja na crise ou fora dela.

 

Um dos papéis do líder é formar outros líderes, inclusive porque essas mesmas pessoas podem ajudá-lo no futuro. Uma forma muito eficiente de trabalhar a habilidade de liderança é por meio de atividades como o Método Cumbuca.Nela, toda a equipe deve se reunir semanalmente para discutir o capítulo de um livro lido por todos, que precisa estar relacionado com as habilidades e os conhecimentos que se quer desenvolver. 

 

No encontro, uma pessoa é sorteada para discutir os seus insights sobre o material. Depois da apresentação dessa pessoa, todos devem debater o assunto e, de acordo com o que foi conversado, criar um plano de ação, delimitando os próximos passos e decidindo de que forma esses insights serão aplicados na equipe. 

 

Sendo assim, todo mundo sairá com uma meta que foi planejada por um funcionário (que não terá necessariamente a maior posição hierárquica) e ampliará os seus conhecimentos sobre determinado tema.

 

Existem outras técnicas que podem ser usadas para estimular o dsenvolvimento do time, como:

 

  • Apresentações semanais sobre uma temática para toda a empresa ver;
  • Rotina de alinhamentos, feedbacks e reuniões de desempenho
  • Coaching para aprimoramento de habilidades 
  • Treinamentos na área
  • entre outras soluções.

 

No episódio do Podcast Empresa Autogerenciável abaixo  o Marcelo Germano comenta algumas das técnicas que o EAG usa para treinar e desenvolver habilidades e autonomia dos colaboradores da equipe:

 

5. Saiba liderar a equipe

 

Um bom líder deve inspirar e motivar os seus funcionários a continuarem dando o melhor de si, independentemente do cenário.  

 

É papel do líder saber direcionar a equipe sobre as tarefas, indicando o que precisa ser feito para continuar o processo de desenvolvimento, bem como dar os feedbacks necessários para colocar o time no caminho certo. Toda equipe de alta performance precisa de um bom líder. Afinal, será função desta pessoa que conectará todos os colaboradores rumo a um objetivo em comum, que podem ser metas de indicadores, ou vendas, por exemplo.

 

A liderança também deverá entender qual a melhor pessoa para desempenhar cada função, organizando o time para extrair o máximo de resultado e também o orientando sobre o que pode ser aprimorado para que cada pessoa se desenvolva ainda mais profissionalmente, garantindo resultados ainda melhores. 

 

 

Característica das equipes de alta performance

 

Uma pesquisa feita pela empresa softwares Front com mais de 1.100 profissionais em julho de 2021 identificou algumas das principais características de equipes de alta performance. Entre elas estão:

 

  • Intimidade;
  • Amizade;
  • Confiança entre os colegas;
  • Sinergia;
  • Engajamento;
  • Relacionamento autêntico entre os colaboradores;

 

Além disso, também foi constatado que as dinâmics de comunicação das equipes de alta performance são frequentes, incluindo:

 

  • Uma média de 10 ligações por dia, em média;
  • Uma médiade 19 e-mails por dia;
  • Três mensagens diárias em plataformas de gerenciamento de tarefas ou de gestão de tempo;
  • Rotinas de feedbacks positivos e negativos.

 

O estudo também comprovou que a maior parte das reuniões de alinhamento são conduzidos por líderes que sabem dar um bom feedback. Neles, 

 

  • 82% dos líderes ou colaboradores fazem elogios aos colegas de equipe, diferentemente de 71% das equipes que não são de alta performance;
  • 54% brincam com os colegas de equipe, em comparçaão com 38% dos colegas de outros tipos de equipes;
  • 60% usam emojis, GIFs e figurinhas para se comunicar
  • 41% provocam os colegas de equipe em comapração a 28% dos colaboradores presentesm em outros times de trabalho;
  • 35% das equipes de alta performance saem para tomar chá, café juntos, em comparação a 24% dos demais; 
  • 24% das equipes de alto rendimento bebem bebidas alcoólicas juntos;
  • 23% já discutiram livros juntos, enquanto essa troca de ideias ocorre somente em 15% das demais equipes;
  • 46% dos colaboradores usam sarcarmo para se comunicar entre si, em comparação com 36% de outros times;
  • 35% das equipes de alta performance reclamam uns dos outros, enquanto em 27% das demais equipes isso não ocorre;
  • 38% usam palavrões para se comunicar, enquanto 27% dos demais times. 

 

Com isso, pode-se concluir que as equipes de alta performance possuem certo níve de intimidade e engajamento entre os colabroadores que o faz cooperar nas tarefas. Consequentemente, isso ajuda os funcionários a conectar-se com o trabalho e extrair o melhor resultado das tarefas a que foram atribuídos.

 

Infelizmente, muitos donos de pequenas e médias empresas não entendem a importância de explicar detalhadamente a função das suas equipes, não enxergando que todos estes elementos necessários para a integração do time são fundamentias para criar um ambiente de alta performance. Os colaboradores não vão chegar prontos para trabalhar na sua empresa. Isso é uma crença limitante que você precisa deixar para trás para garantir que sua empresa cresça.

 

Se você quer saber mais detalhes sobre como ter uma equipe autogerenciável se inscreva no Programa EAG clicando aqui. Neste treinamento você aprenderá em poucos dias as metodologias e ferramentas necessáris para uma gestão de alta performance que vão levar seu negócio para outro nível! 🚀