Engajamento da equipe: 12 passos para motivar os colaboradores

Tempo de leitura: 9 minutos

Estimular o engajamento da equipe requer atenção, processos e esforço por parte dos líderes da empresa.

Mas, o trabalho vale a pena. Afinal, os resultados podem ser colhidos em diferentes formatos: desde um time confiável e altamente produtivo, até nos resultados coletados.

Entenda mais sobre essa “ação”, além de compreender sua importância, quais são os níveis existentes e dicas para aplicá-la diariamente.

O que é engajamento? 

 

Quando uma equipe está comprometida com os objetivos da corporação, consequentemente se tem um aumento de resultados.

 

Mas, do contrário, acontece a alta rotatividade de funcionários, aumento de custos em setores desnecessários e, assim, o caos se instaura.

 

Investir em engajamento é primordial, mas afinal, o que é isso?

 

De uma maneira simples, engajamento é obtido quando há a identificação do funcionário com a cultura e valores da organização que participa.

 

Sendo assim, se o funcionário tem um laço afetivo com o que a empresa prega, aumenta a produtividade e o comprometimento com o time.

 

O profissional que está engajado com a empresa exerce o trabalho com prazer, visando boas entregas e resultados do mesmo nível.

 

Assim, o trabalho costuma ser um ponto positivo em sua vida, principalmente no alinhamento dos princípios pessoais com o da empresa.

 

Qual a diferença entre engajamento e motivação?

Um dos erros mais comuns é confundir engajamento e motivação, mas saiba que existe diferença entre estes termos.

 

A motivação é algo pessoal e que dificilmente muda-se. Enquanto isso, o engajamento abrange o lado funcional e emocional da pessoa, estimulando as qualidades e desempenho de cada um.

 

Para que o engajamento da equipe aconteça, é preciso aliar dois fatores principais: progressão e sentido de justiça, além de compreender que pessoas possuem suas individualidades em todo este processo.

 

Dados de uma pesquisa da ADP Research Institute coletaqdos em 25 países demonstram que no Brasil aumentou o nível de engajamento dos funcionários. De 2019 para 2020 o nível elevou-se em 4 pontos percentuais e foi de 14% de engajamento para 18%.

 

O país com maior nível de engajamento dos funcionários é a Índia, com 32%. Comparando os países, pode-se constatar que o Brasil ainda tem um nível baixo de engajamento nas empresas.

Importância do engajamento da equipe

Quer saber porque o engajamento é importante? Simples. Engajamento gera resultado!

 

Funcionários que são engajados possuem um desempenho superior, além de possuírem um grande senso de competitividade. Por estarem aptos a aprender, adquirem novas habilidade scom mais facilidade. Além disso, os colaboradores engajados são os maiores representantes de sua empresa.

 

Entre os benefícios de investir no engajamento da equipe estão:

Redução de faltas e abstensão;
Maior retenção de talentos;
Satisfação dos funcionários;
Construção de uma marca empregadora.

Como identificar os 3 níveis de engajamento 

Você sabia que existem estilos diferentes de engajamento de seus funcionários? Clique no podcast abaixo e veja quais são eles e saiba mapear melhor seus colaboradores!

Engajado 

Os engajados são aqueles colaboradores que possuem bons resultados, foco e grande disposição.

 

Esses são os funcionários que vestem a camisa da empresa e estão sempre dando novas ideias, sugestões e fazendo o que podem para melhorar os resultados.

 

Desengajado 

O funcionário não engajado é aquele que entrega somente o necessário e nada mais. Cumpre somente com as suas obrigações.

 

Geralmente, esses colaboradores possuem alta capacidade de atuação, mas não têm um vínculo com a empresa. Eles não reclamam, nem comemoram.

 

Ativamente desengajado 

O funcionário ativamente desengajado é aquele que costuma falar mal da empresa, não se identificar com o ambiente de trabalho ou de seus colegas, considerado como uma “maçã podre” da equipe.

 

A negatividade do funcionário ativamente desengajado pode contaminar a equipe.

 

Por isso, é muito importante identificar os colaboradores ativamente desengajados e tomar atitudes rápidas para aumentar o nível de engajamento ou em promovê-los para a concorrência.

 

Como engajar colaboradores em 12 passos

Segundo o livro Os 12 elementos da gestão de excelência, dos autores Rodd Wagner e Jamer K Harter, existem 12 critérios para a formação de funcionários engajados. Escute o podcast abaixo e entenda mais sobre cada um deles:

Passo 1: Autodesenvolvimento 

Promover o autodesenvolvimento do funcionário é peça chave para que os engajamento tenha inicio. O primeiro passo para isso é conhecer o colaborador em questão, saber mais sobre quais são comportamentos e habilidades, além daquelas que podem ser exploradas futuramente.

 

Esse compromisso do funcionário consigo mesmo impacta em seu crescimento tanto no âmbito profissional quanto pessoal, se autodesenvolvendo.

Passo 2: Ter objetivo empresarial  

Deixar claro desde o início quais são as metas da companhia é primordial para que o colaborador compreenda se também está alinhado com seus objetivos, assim, cria-se o vínculo tão necessário para o engajamento.

 

Lembre-se de tornar transparente quais são os valores e virtudes que seu negócio prega, essa ação aproxima talentos e facilita a contratação e manutenção dos colaboradores.

Passo 3: Fazer organograma empresarial  

Ação simples, mas que deve ser executada em todas as empresas.

 

Criar um organograma empresarial permite com que os colaboradores compreendam quais são suas funções, seus objetivos, metas e o que devem cumprir como contratados.

 

Quando essa clareza não existe, há uma confusão entre toda a equipe do que deve ser e como deve ser executado.

 

Ademais, é muito mais fácil de identificar as características necessárias para cada cargo em questão, por exemplo:

Pessoas da área de vendas devem ser mais alegres, comunicativas e bons ouvintes;
Enquanto pessoas do setor financeiro geralmente possuem uma personalidade mais discreta e analítica.

Passo 4: Fazer planejamento estratégico  

Realizar planejamentos estratégicos em sua empresa e equipe amplia a questão de transparência com as funções, além dos objetivos, desenvolvendo um time e ambiente muito mais saudável para trabalhar.

 

Quando os colaboradores possuem clareza de quais são seus afazeres, quais são seus cargos, quais são as metas necessárias para galgar novas funções/salários.

 

As ações são muito mais direcionadas, otimizando tempo e produtividade.

Passo 5: Fazer gestão de pessoas para conhecer os colaboradores  

A gestão de pessoas é essencial para contratar pessoas capazes e com afinidades parecidas com a da empresa. É papel do líder realizar esse processo ou designar uma pessoa específica para essa execução.

 

Ao conhecer mais os funcionários, é possível entender quais são seus gostos pessoais, seus desejos, objetivos e peculiaridades, além do desenvolvimento de laços com os outros colegas e a criação de um ecossistema acolhedor.

 

As pessoas costumam passar mais tempo com seus colegas do trabalho do que efetivamente com a família, por isso, é dever do líder tornar esse ambiente agradável e divertido.

 

Afinal, pessoas felizes dão mais resultado. Uma pesquisa da Universidade da Califórnia provou isso. Segundo os dados, o trabalhador feliz é uma média de 31% mais produtivo e vende 37% mais.

 

Passo 6: Investir no desenvolvimento dos funcionários  

O desenvolvimento de funcionários é uma das ações que grandes empresas costumam adotar. É preciso se lembrar que as habilidades que te trouxeram até aqui, não são as mesmas que vão te levar para o próximo nível.

 

É preciso estar sempre atualizado sobre a área de atuação, sobre as temáticas de interesse, sobre cursos relacionados, engrandecem o conhecimento do profissional. Isso ampliará a sensação de valorização dos funcionários.

Passo 7: Fazer inclusão dos colaboradores  

A inclusão dos colaboradores pode ser executada de diferentes maneiras, veja alguns exemplos abaixo:

Promoção de eventos que realizem a integração e disseminação da cultura da empresa;
Prestar atenção em sugestões, reclamações ou ideias;
Onboarding;
Reuniões recorrentes para alinhamento interno.

Passo 8: Ter propósito empresarial  

Empresas com propósitos bem definidos atraem funcionários que possuem as mesmas intenções e visões, abraçando a causa e conseguindo engajar-se cada vez mais com os objetivos e metas traçadas.

 

Um grande exemplo é a Cruz Vermelha, instituição da qual existe ao redor do mundo inteiro, onde pessoas trabalham sem ganhar nada. E mesmo assim, sentem-se realizadas pela ação e execução disseminada.

 

Se sua empresa ainda não possui um propósito claro, talvez seja a hora de parar e analisar quais são eles.

Passo 9: Contratar as pessoas certas  

Não basta ter um funcionário engajado: é preciso que toda a equipe tenha o mesmo comprometimento, assim, os resultados são muito mais visíveis e palpáveis.

 

Lembre-se que pessoas de qualidade esperam trabalhar com colegas que estejam no mesmo nível. Imagine o funcionário ideal trabalhando com aquele ativamente desengajado? É apenas uma questão de tempo para que aconteçam choques e eventuais problemas.

Passo 10: Criar bons relacionamentos na empresa  

Ainda de encontro ao passo 5, é preciso dar as condições e oportunidades para que os colaboradores conversem, tenham uma integração e assim, desenvolvam vínculos além dos laborais.

 

Ter um melhor amigo no trabalho é essencial para muitas pessoas. Afinal, quem não quer se sentir a vontade e querido em um dos espaços em que mais se fica no dia a dia?

Passo 11: Dar feedback para os funcionários  

É preciso que a cada determinado período de tempo seja aplicado o processo de feedback com os funcionários.

 

Essa ação deve levar em conta o indivíduo como um todo: desde suas ações positivas, o que aconteceu de evolução, o que é possível melhorar e quais são as expectativas da companhia para com ele.

 

O feedback estimula e desenvolve profissionais capacitados e flexíveis, sempre prontos para ouvir opiniões diferentes, ideal para empresas que querem uma equipe de sucesso e proativa.

 

Passo 12: Dar oportunidade de crescimento para os funcionários 

Criar um plano de carreira para os colaboradores é uma das ações que devem ser adotadas para formar uma equipe engajada e com vontade de trabalhar.

 

Com objetivos e metas traçados, o funcionário sabe o que deve fazer e o que poderá alcançar com seus feitos, motivando-o a querer sempre mais a todo instante.

 

Além disso, é preciso executar esse crescimento: tudo aquilo que não é feito, não é lembrado. No caso da promoção, criar cerimônias e rituais são ótimas ideias para simbolizar essa mudança.

7 boas práticas para o engajemento da equipe

 

Conforme estudos promovidos pela Feedz na Pesquisa Panorama de Engajamento Brasil, existem algumas ações que a empresa pode adotar para melhorar o engajamento da equipe, como:

 

1 – Ter um amigo no trabalho aumenta o engajamento

Os níveis de eNPS – Employee Net Promoter Score -, índice de lealdade dos colaboradores, são de 55 em funcionários que possuem pelo menos um amigo no ambiente corporativo, enquanto que do contrário, são de 22.

2 – 1:1 regular aumenta o eNPS

Empresas que promovem reuniões recorrentes possuem eNPS duas vezes maiores do que as que não fazem.

3 – Ofereça benefícios

O pacote de vantagens que sua empresa disponibliza aos funcionários pode aumentar em até quatro vezes os eNPS de uma empresa.

 

Quer saber mais? Clique abaixo e escute o podcast sobre Métodos de Engajamento e aprofunde-se ainda mais no conteúdo!

4 – Invista em saúde mental

As empresas que investem em saúde mental possuem eNPS com média de 72, enquanto que as que não, tem um número base de 16.

 

5 – Deixe o propósito da empresa claro

Funcionários que sabem qual é o propósito da empresa e seu próprio objetivo são mais engajados.

6 – Comunicação transparente

Em qualquer quesito que seja, entender e se fazer entender é essencial para que os colaboradores tenham mais afinidade com a empresa e sua produtividade.

7 – Foque no desenvolvimento pessoal

Capacitar os profissionais gera a certeza da valorização e apreço pelo trabalho executado, consequentemente criando um ciclo de gratidão e maior vínculo com a empresa.

 

Confira no vídeo abaixo mais sobre como o reconhecimento é um potente aliado para o engajamento de equipe!

Se você quer se aprofundar mais ainda para o engajamento de equipe, clique abaixo e escute nosso podcast com conteúdo completo para motivar seu time e obter os melhores resultados!

Exercer liderança exige atenção e práticas responsáveis! Entenda como aumentar a motivação e engajamento de equipe no vídeo abaixo por meio de dicas únicas da Equipe Autogerenciável.

Como engajar equipe de vendas 

Você sabia que existem algumas ações simples e rápidas que podem ser inseridas no cotidiano de sua empresa para engajar cada vez mais a equipe de vendas? Algumas delas, são:

Comemorações: faça festividades simbólicas quando metas, objetivos ou uma venda grande é realizada. Você verá a grande potência que isso resultará em seus colaboradores;
Comissão: talvez uma das ações de maior impacto, a comissão demonstra que você reconhece o valor de seus funcionários, além de torná-los mais ainda parte da cultura da empresa;
Reconhecimento: seja por meio de troféus, prêmios simbólicos, homenagens ou tantas outras possibilidades, o reconhecimento é essencial para que os funcionários sintam-se motivados.

Clique abaixo no vídeo e saiba como realizar essas comemorações das vendas de sua equipe e veja os resultados acontecerem quanto menos esperar!

 

Dinâmicas para engajar colaboradores na equipe

Você sabia que existem algumas dinâmicas que podem ser aplicadas no seu dia a dia para que a equipe sinta-se cada vez mais motivada?

 

Alguns rituais de energia, como você pode ver no vídeo, são ótimas opções para incluir no cotidiano de sua empresa: pergunte aos seus funcionários se eles estão felizes, satisfeitos e desenvolva essa comunicação expressiva.

 

Crie rituais de guerra em sua empresa para que sejam utilizados em situações de comemoração ou momentos específicos: desde aquela venda simples do dia a dia até para aquele grande cliente, todas devem ser comemoradas.

 

Por fim, insira comemorações a cada período de tempo ou em cada feito. Assim, você terá sua equipe sempre interessada em como atingir o melhor e pronta para aderir as festividades de sua companhia.

 

Quer conferir alguns dos resultados e rituais aplicados aqui no EAG? Clique no vídeo abaixo e veja como iniciar o quanto antes em sua companhia!

 

Como medir o engajamento da equipe? 

Existem algumas ferramentas que podem ser utilizadas de maneira diária para medir o engajamento de sua equipe, confira algumas delas:

Feedz: por meio dessa ferramenta é possível medir o nível de felicidade do seu colaborador, desempenho e desafios;
Peepi: bem parecida com a anterior, a Peepi estrutura e incentiva ações internas da marca com seus colaboradores e clientes;
Slack: por meio de um chat especificamente desenvolvida para os colaboradores de uma empresa, esse aplicativo diminui a quantidade de reuniões, de e-mails e facilita o contato do dia a dia:
Software Neotriad: por fim, com Software Neotriad é possível acompanhar o andamento das atividades de seus funcionários desde seu princípio até o fim, otimizando etapas para ganhar tempo e praticidade.

Ao saber as maneiras de motivar seus funcionários, o engajamento acaba sendo apenas uma consequência. Como resultado, os números aumentam, a felicidade do time cresce e um ecossistema saudável e colaborativo tende a ganhar mais espaço!

 

Clique aqui para saber como ter uma equipe autogerenciável e altamente engajada! 

O post Engajamento da equipe: 12 passos para motivar os colaboradores apareceu primeiro em Blog EAG.

Tempo de leitura: 9 minutos Estimular o engajamento da equipe requer atenção, processos e esforço por parte dos líderes da …
Leia Mais
O post Engajamento da equipe: 12 passos para motivar os colaboradores apareceu primeiro em Blog EAG.

Deixe um comentário